quinta-feira, 30 de dezembro de 2010

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

" Estudei no Paraguai....grande merda !!!! "


Se você nunca ouviu falar no ensino universitário do Paraguai, não sabe o que está perdendo. Afinal, de acordo com os outdoors da Unigran, instituição daquele país, ninguém menos que Mark Zuckerberg, criador do Facebook e homem do ano pela “Time”, estudou por lá.

                                                          
                                                            “La garantia soy yo!”

 PS: Conheço alguns "mestres" formados por lá.
Via: KibeLoko

domingo, 26 de dezembro de 2010

Festas de Natal e Fim de Ano...muito cuidado !!!!!

Uma das maiores empresas de marketing do mundo, resolveu passar uma mensagem para todos, através de um vídeo criado pela TAC (Transport Accident Commission) e que teve um efeito drástico na Inglaterra.
Depois desta mensagem, 40% da população da Inglaterra, deixaram de usar drogas e se alcoolizar pelo menos nas datas comemorativas... Não temos este tipo de iniciativa aqui no Brasil. Espero que todos assistam, mesmo que não se alcoolizem ou usem algum tipo de drogas.

 

Golfe no Paraiso e Dicionario Aurelio Moderno

Moisés, Jesus e um velhinho jogavam golfe. Moisés colocou a bola no pino e deu a primeira tacada; a bola caiu num lago. Moisés chegou à beira do lago e, levantando o taco, as águas se abriram. Ele entrou, deu a segunda tacada e a bola foi diretamente para o buraco.

Na vez de Jesus jogar, a bola também foi parar no lago, mas caiu sobre a folha de uma vitória-régia. Então, Jesus caminhou sobre as águas, foi até a planta e deu a segunda tacada, mandando a bola para o buraco.

Aí, foi a vez do velhinho.

Ele, todo trêmulo, preparou-se para dar a tacada inicial. A bola voou para fora do clube e começou a cair na direção de um riacho. Nesse instante, um sapo a engoliu. Pouco depois, uma cobra engoliu o sapo e foi agarrada por um gavião; a ave apertou demais a cobra que regurgitou o sapo ao sobrevoar o campo de golfe; ao cair, o sapo bateu com o peito no chão e cuspiu a bola diretamente para o buraco.

Ao acompanhar toda aquela cena, Moisés olha para Jesus e diz:
- Cara, é muito chato jogar golfe com o seu Pai!...


**********************************************


Novas palavras adicionadas ao dicionário Aurélio Moderno...

AMOR - Enfermidade temporária que se cura com o casamento. Palavra de quatro letras, duas vogais e dois idiotas.

DANÇAR - É a frustração vertical de um desejo horizontal.

CÉREBRO - Órgão que serve para que pensemos que pensamos.

DOR DE CABEÇA - Contraceptivo mais usado pela mulher destes tempos.

VIRGEM - Menina de 9 anos, muito feia, que corre mais rapidamente que o primo.

LÍNGUA - Órgão sexual que os antigos usavam só para falar.

CONFIANÇA - Via livre que se dá a uma pessoa para que cometa uma série de abusos.

FÁCIL - Diz-se da mulher que tem a moral sexual de um homem.

HERÓI - Indivíduo que, diferentemente do resto, não pôde sair correndo.

HOMEM - Ser masculino que durante seus primeiros nove meses de vida quer sair de um lugar em que tenta entrar pelo resto de sua vida.

INDIFERENÇA - Atitude que uma mulher adota perante um homem que não lhe interessa; que é interpretada pelo homem como se estivesse 'se fazendo de difícil'.

INTELECTUAL - Indivíduo capaz de pensar por mais de duas horas em algo que não seja sexo.

MODÉSTIA - Reconhecer que não se é perfeito, mas sem dizê-lo a ninguém.

NINFOMANÍACA - Termo com o qual um homem define uma mulher que deseja fazer sexo mais vezes do que ele.

TRABALHO EM EQUIPE -Possibilidade de colocar a culpa nos outros.

www.jumentrix.com.br

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

A Verdadeira História do Natal.

Quando buscamos a verdadeira história do Natal, acabamos diante de rituais e deuses pagãos. Sabemos que Jesus Cristo foi colocado numa festa que nada tinha haver com Ele. O verdadeiro simbolismo de Natal oculta transcendentes mistérios. Esta festividade tem sua origem fixada no paganismo. Era um dia consagrado à celebração do “Sol Invicto”. O Sol tem sua representação no deus greco-romano Apolo e, seus equivalentes entre outros povos pagãos são diversos: Ra, o deus egípcio, Utudos na Babilônia, Surya da Índia e também Baal e Mitra.

Mitra era muito apreciado pelos romanos, seus rituais eram apenas homens que participavam. Era uma religião de iniciação secreta, semelhante aos existes na Maçonaria. Aureliano (227-275 d.C), Imperador da Roma, estabeleceu no ano de 273 d.C., o dia do nascimento do Sol em 25 de dezembro “Natalis Solis Invcti”, que significava o nascimento do Sol invencível. Todo O Império passou a comemorar neste dia o nascimento de Mitra-Menino, Deus Indo-Persa da Luz, que também foi visitado por magos que lhe ofertaram mirra, incenso e ouro. Era também nesta noite o início do Solstício de Inverno, segundo o Calendário Juliano, que seguia a “Saturnalia” (17 a 24 de dezembro), festa em homenagem à Saturno. Era portanto, solenizado o dia mais curto do ano no Hemisfério Norte e o nascimento de um Novo Sol. Este fenômeno astronômico é exatamente o oposto em nosso Hemisfério Sul.

Estas festividades pagãs estavam muito arraigadas nos costumes populares desde os tempos imemoráveis para serem suprimidas com a advento do Cristianismo, incluso como religião oficial por Decreto por Constantino (317-337 d.C), então Imperador de Roma. Como antigo adorador do Sol, sua influência foi configurada quando ele fez do dia 25 de dezembro uma Festa Cristã. Ele transformou as celebrações de homenagens à Mitra, Baal, Apolo e outros deuses, na festa de nascimento de Jesus Cristo. Uma forma de sincretismo religioso. Assim, rituais, crenças, costumes e mitos pagãos passam a ser patrimônio da “Nova Fé”, convertendo-se deuses locais em santos, virgens em anjos e transformando ancestrais santuários em Igrejas de culto cristão. Deve-se levar em consideração que o universo romano foi educado com os costumes pagãos, portanto não poderia ocorrer nada diferente.

Todavia, o povo cristão do Oriente, adaptou esta celebração para 6 de janeiro, possivelmente por uma reminiscência pagã também, pois esta é a data da aparição de Osíris entre os egípcios e de Dionísio entre os gregos.

Jesus, o “Filho do Sol”

No quociente Mitraísmo/Cristianismo se observa surpreendentes analogias. Mitra era o mediador entre Deus e os homens. Assegurava salvação mediante sacrifício. Seu culto compreendia batismo, comunhão e sacerdotes. A Igreja Católica Romana, simplesmente “paganizou” Jesus. Modificou-se somente o significado, mantendo-se idêntico o culto. Cristo, substituiu Mitra, o “Filho do Sol”, constituindo assim um “Mito” solar equivalente, circundado por 12 Apóstolos. Aliás, curiosa e sugestivamente, 12 (n. de apóstolos), coincide com o número de constelações. Complementando as analogias astronômicas: a estrela de Belém seria a conjunção de Júpiter com Saturno na constelação do ano 7 a.C, com aparência de uma grande estrela.

Nova Ordem

Uma nova ordem foi estabelecida quando o decreto de Constantino oficializa o Cristianismo. Logo, livres de toda opressão, os que então eram perseguidos se convertem em perseguidores. Todos os pagãos que se atrevessem a se opor as doutrinas da Igreja Oficial eram tidos como hereges e dignos de severo castigo.

Culto às “Mães Virgens”

No Antigo Egito, sempre existiu a crença de que o filho de Ísis (Rainha dos Céus), nasceu precisamente em 25 de dezembro. Ísis algumas vezes é “Mãe”, outras vezes é “Virgem” que é fecundada de maneira sobrenatural e engravida do “Deus Filho”.

Tal culto à “Virgem” é encontrado entre os Celtas, cujo a civilização, os druídas (sacerdotes), praticam o culto baseado em um “Deus Único”, “Una Trindade”, a ressurreição, a imortalidade da alma e uma divindade feminina: uma “Deusa-Mãe”, uma “Terra-Mãe” e uma “Deusa Terra” também virgem, que se destinava a dar à luz a um “Filho de Deus”.

Este culto as “Deusas Virgens-Mães” está reiterado em muitas religiões e mitologias, inclusive civilizações pré-colombianas, como em numerosas mitologias africanas e em todas as seitas iniciáticas orientais.

A reconfortante imagem do arquétipo “MÃE” é primordial para existência humana. Este arquétipo pode assumir diversas formas: deusas, uma mãe gentil, uma avó ou uma igreja. Associadas a essas imagens surgem a solicitude e simpatia maternas, o crescimento, a nutrição e a fertilidade.

Culto ao “Deus-Herói”

Como afirmei, a concepção de uma “Rainha dos Céus” que dá à luz a um “Menino-Deus” e “Salvador” corresponde a um arquétipo básico do psiquismo humano e tem sua origem nos fenômenos astronômicos. Enviado por um “Ser Supremo”, que é o PAI, o FILHO assume suprimindo o PAI, como acontece em todas as sagas gregas, indo-européias e diversas culturas. Coincidentemente, existe um padrão constante que quase sempre expressa o mesmo propósito: fazer do FILHO um HERÓI, que cumpre o mandato do PAI, sucedendo-o. Este HERÓI se faz causa de um ideal primeiro que se move ao longo da História como MODELADOR de uma cultura.

A versão do nascimento e infância de Jesus é uma repetição da história de muitos outros Salvadores e Deuses da humanidade. Ilustra bem a figura do “Arquétipo Herói”, comuns em qualquer cultura e que seguem sempre a mesma fórmula. Nascidos em circunstâncias misteriosas, logo exibe força ou capacidade de super-homem, triunfa na luta contra o mal e, quase sempre, morre algum tempo depois.

Este arquétipo reflete o tipo de amadurecimento sugerido pelos mitos: nos alerta para ficarmos atentos as nossas forças e fraquezas internas e nos aponta o conhecimento como caminho para se desenvolver uma personalidade saudável.

“Anexo a nossa consciência imediata”, escreveu Carl Jung, “existe um segundo sistema psíquico de natureza coletiva, universal e impessoal, que se revela idêntico em todos os indivíduos”. Povoando este inconsciente coletivo, afirmava, havia o que chamava de “arquétipos”, imagens primordiais ou símbolos, impressos na psique desde o começo dos tempos e, a partir de então, transmitidos à humanidade inteira. A MÃE, o PAI e o HERÓI com seus temas associados, são exemplos de tais arquétipos, representados em mitos, histórias e sonhos.

Eis que nasce Papai Noel

Com o passar do tempo, de gerações que foram sucedendo-se, veio o esquecimento e nem Mitra, nem Apolo ou Baal faziam mais parte do panteão de algum povo. Acabou restando somente símbolos: a árvore, a guirlanda, as velas, os sinos e os enfeites. Até que no séc. IV, mais exatamente no ano de 371, uma nova estrela brilha em nosso céu e na Terra nasce Nicolau de Bari ou Nicolau de Mira. A generosidade a ele atribuída granjeou-lhe s reputação de mágico milagreiro e distribuidor de presentes. Filho de família abastada, doou seus bens para os pobres e desamparados. Entretanto, tecia um grande amor pelas crianças e foi através delas que sua lenda se popularizou e que Nicolau acabou canonizado no coração de todas as pessoas.

No fim da Idade Média, ainda “espiritualmente vivo”, sua história alcançou os colonos holandeses da América do Norte onde o “bom velhinho” toma o nome de “Santa Claus”. Ao atravessar os Portais do Admirável Mundo, muito sobre o que ele foi escrito lhe rendeu vários apelidos, como: “Sanct Merr Cholas”, “Sinter Claes” ou “Sint Nocoloses”, e é considerado sempre como padroeiro das crianças.

O Papai Noel Ocidental

Até aproximadamente 65 anos atrás o Papai Noel era, literalmente, uma figura de muitas dimensões. Na pintura de vários artistas ele era caracterizado ora como um “elfo”, ora como um “duende”. O Noel-gnomo era gorducho e alegre, além de ter cabelos e barbas brancas.

No final do século XIX, Papai Noel já era capa de revistas, livros e jornais, aparecendo em propagandas do mundo todo. Cartões de Natal o retrataram vestido de vermelho, talvez para acentuar o “espírito de natal”. A partir daí o personagem Papai Noel foi adquirindo várias nuances até que em 1931 a The Coca-Cola Company, contrata um artista e transforma Papai Noel numa figura totalmente humana e universalizada. Sua imagem foi definitivamente adotada como o principal símbolo do Natal.

A imagem do Noel continuou evoluindo com o passar dos anos e muitos países contribuíram para sua aparência atual. O trenó e as renas acredita-se que sejam originárias da Escandinávia. Outros países de clima frio adicionaram as peles e modificaram sua vestimenta e atribuíram seu endereço como sendo o Pólo Norte. A imagem da chaminé por onde o Papai Noel escorrega para deixar os presentes vieram da Holanda.

Hoje, com bem mais de 1700 anos de idade, continua mais vivo e presente do que nunca. Alcançou a passarela da fama e as telas da tecnologia. Hoje o vemos em filmes, shoppings, cinemas, no estacionamento e na rua. Ao longo desses dezessete séculos de existência, mudou várias vezes de nome, trocou inúmeras de roupa, de idioma e hábitos, mas permaneceu sempre a mesma pessoa caridosa e devotada às suas crianças. E, embora diversas vezes acusado de representar um veículo que deu origem ao crescente consumismo das Festas Natalinas, é preciso reconhecer que ele encerra valores que despertam, revivem e fortalecem os nossos sentimentos mais profundos. Sua bondade é tão contagiante que atinge tipo “flecha de cupido”, qualquer pessoa, independente de crença ou raça, o que evidencia a sua magia e seu grande poder de penetração no mundo.

Espero que todos tenham um feliz dia de Mitra!

PS:Agora, após todos saberem a verdadeira história,o que fica é mensagem otimista para os homens de bem:sejamos bons,corretos,retos como regra de convivência de pessoas civilizadas que somos,sem se importar com essas histórias alegóricas que têm outros fins,menos nobres e mais escusos.

Versão Demo ou Trial

Se a oração não ajudar, isso quer dizer que você vive em uma versão não licenciada de vida.

Via: Blog do Caipira

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Pilulas de Farmácia

Episodio 1: Minha filha vai perder a virgindade




Teaser

Ihh!!! Se fudeu !!!!!!

Ele: Amor, tenho DUAS coisas pra te falar…
Ela: E eu tenho uma.
Ele: Deixa eu começar?!
Ela: Não. A minha é mais importante!
Ele: Tudo bem. Fala linda, mas saiba que eu te amo muito!
Ela: Então, sabe o Marcos do time de futebol da escola, aquele garoto lindo?! Então. Eu te traí com ele. Ele me deu uma carona e fomos pra casa dele. Você sabe que eu sempre fui afim dele. Agora ele quer ficar comigo e eu não posso desperdiçar. Me desculpa, mas além de ser lindo, ele tem um carro, e você é pobre, anda de bicicleta, seu pai é médico do time da escola, não tem um bom salário e você não vai ter um futuro promissor, e eu ainda quero ser rica.
Ele: Ah, mas pelo menos usou camisinha?
Ela: HAHA [risada irônica], na hora eu até esqueci disso! Mas você não tá nervoso, triste…?!
Ele: Não, mas agora posso contar as minhas coisas??
Ela: Pode!
Ele: Então, sabe aquele R$1,50 que sobrou do nosso sorvete?
Ela: Sei sim. E olha aí, você conta moedas! O Marcos disse que vai me levar pra jantar fora hoje.
Ele: Huum. Que bom… Continuando: Então, eu joguei esse troco na Mega Sena da Virada e ganhei 150 milhões. Também ouvi meu pai falando que o exame do Marcos deu positivo e ele tem AIDS. E tem mais! O carro dele era roubado, ele tá preso agora e torça pra não estar gravida, hein…
Ela: E agora? O que eu vou fazer?
Ele: Sabe aquele amor que eu te dei?!
Ela: Sei… O que que tem?
Ele: Então… Pega ele e enfia no seu cu!


www.largadoemguarapari.com.br....simplesmente imperdível !!!!!

segunda-feira, 20 de dezembro de 2010

Cantadas Geek.

Foi se o tempo que as gatas geek eram tribufus estranhos escondidos atrás de óculos com lentes garrafais. Hoje qualquer gatinha pode, de repente, ser obcecada com tecnologia, eletrônica ou jogos eletrônicos. Então,o que fazer quando topar com uma? O que dizer? Como xavecar?
  1. Desejaria ser um mouse para escanear sua superfície
  2. Diga-me como se chama e te adiciono aos favoritos.
  3. Gata, na cama você é puro overclocking.
  4. Gata, você acelera a minha conexão.
  5. Gostaria de ser um site para que me adicionasse a seus favoritos.
  6. Juntos somos como um processador de duplo núcleo.
  7. Meu Linux tem inveja de tua compatibilidade comigo.
  8. Meu MacOSX tem inveja de sua beleza beleza.
  9. Meu sistema operacional entra em hibernação quando não está a meu lado.
  10. Moça, você é o HTML de meu coracao.com.
  11. Nenhuma placa de vídeo poderia renderizar os 100% de sua beleza.
  12. Oxalá eu fosse um blog para que me visitasses todos os dias.
  13. Penso mais em você que as paginas indexadas pelo google.
  14. Pode acreditar, você é o kernel do meu Linux.
  15. Pode ter certeza, sempre está em C:/Meu/Coração.
  16. Quando te vejo a frequência da minha CPU se acelera.
  17. Queria sem um pendrive para explorar as tuas USBs.
  18. Queria ser um teclado para ser tocado pelas suas mãos suaves.
  19. Se você me abandonar faço Alt-F4 da minha vida.
  20. Sem você minha vida seria como um site sem CSS.
  21. seu.coracao.com é a minha página inicial.
  22. Seus desejos são sinais para mim.
  23. Seus olhos brilham mais que minha torre de cd´s.
  24. Sua RAM dá vida a minha windows.
  25. Suas palavras têm o IRQ mais baixo para mim.
  26. Tenho o feed RSS de seus pensamentos.
  27. Vamos brinca de código binario? Você me dá o 0 e eu te ponho o 1.
  28. Você tem a máxima prioridade em minha lista de processos.
  29. Você tem mais estilo que o W3C e mais cache que a Google
  30. Você é a porta usb de meu pendrive
  31. Você é a senha do meu email.
  32. Você é o .gif que anima minha vida.
  33. Você é o a wifi do meu Pc
  34. Você é o carregador de meu iPod.
  35. Você é como o firefox que me tirou do inferno explorer.
  36. Você é o compilador de meu código.
  37. Você é o enter de minha vida.
  38. Você é o linkador de meus objetos.
  39. Você é o servidor de minha rede.
  40. Você é o soquete da minha CPU.
Uhull S.A.

Pô, pai...inveja não !!!!!

O garoto de 17 anos chega quase amanhecendo o dia em casa, entra na ponta dos pés, só que o pai dele já o estava esperando sentado no sofá:
- Bonito, hein Júnior, de novo chegando tarde, já viu a hora? No mínimo estava com aquelas putinhas, bebendo, fumando, estou sentindo o cheiro…
O garoto interrompe:
- Pai, a inveja é um sentimento muito ruim!

sábado, 18 de dezembro de 2010

USQ - Prêmio BMD

Vote no USQ como blog mais querido..FALTA SÓ UM DIA....Não esqueça de confirmar seu e-mail.

                                                           

sexta-feira, 17 de dezembro de 2010

Datena e os Ateus

Os ateus e o mal

A pedidos, comento a guerra que o apresentador da TV Bandeirantes José Luís Datena declarou aos ateus do Brasil.
Tudo começou no último dia 27 ( de Julho de 2010), quando o âncora, a pretexto de comentar um par de crimes hediondos, resolveu criar um enquete na qual as pessoas deveriam entrar em contato com o programa e responder se acreditavam ou não em Deus.
Quando o número de "nãos" superou suas expectativas, Datena resolveu intervir, incentivando os fiéis a votar a favor do Todo-Poderoso. A seguir, alguns dos melhores momentos:
"--Como? Nós temos mais de mil ateus? Aposto que muitos desses estão ligando da cadeia."
"--Ateus são pessoas sem limites, por isso matam, cometem essas atrocidades. Pois elas acham que são seu próprio Deus."
"--É só perguntar para esses bandidos que cometem essas barbaridades pra ver que eles não acreditam em Deus."
O apresentador disse ainda que só quem não acredita em Deus é capaz de cometer crimes. Afirmou que ateus são "pessoas do mal", "bandidos", "estupradores", "assassinos". Chegou bem perto de declarar que a culpa da violência e da corrupção no Brasil é dos ateus.
Ao final da diatribe, provavelmente alertado pela produção de que havia protestos, tentou contemporizar. Reconheceu a possibilidade lógica de existir pessoas que não acreditam em Deus e não cometem crimes. E emendou:
"--Mas a maioria de quem (sic) mata, de quem estupra, de quem violenta, de quem comete crimes bárbaros, já esqueceu de deus há muito tempo. Há muito tempo."
A blogsfera dos ateus está em polvorosa. Meu amigo Daniel Sottomaior, da Associação Brasileira de Ateus e Agnósticos (Atea), já quer processar o apresentador.
Pessoalmente, não acho que seja o caso. Acredito em liberdade de expressão em sua forma forte. O Datena é livre para dizer o que pensa de ateus, e, nós para afirmar o que quisermos de suas declarações, da religião e da própria ideia de Deus. O debate tende a ficar veemente, mas, enquanto ninguém substituir palavras por fogueiras, estamos num jogo razoavelmente civilizado. Se só pudermos dizer o que as pessoas estão dispostas a ouvir sem ofender-se, a liberdade de expressão nem precisaria estar inscrita na Constituição.
Isto posto, analisemos o mérito das acusações do apresentador. Bem ao modo dos religiosos, valho-me de uma parábola.
Como mostrou reportagem de minha autoria publicada há poucos dias na Folha e na Folha.com, a Cúria Metropolitana de São Paulo foi condenada por litigância de má-fé, mais especificamente, por violar o inciso II do artigo 17 do Código de Processo Civil ao "alterar a verdade dos fatos" nos autos do processo --ou seja, por mentir.
Tal prática não contraria só a justiça dos homens mas também o oitavo mandamento, que reza: "Não levantarás falso testemunho contra teu próximo" (Êx. 20,16).
Consultada, a cúria preferiu não comentar o caso. Disse apenas que já interpôs recurso contra a decisão no Tribunal Superior do Trabalho, em Brasília.
A condenação saiu por unanimidade pela 12ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo. Ela veio no curso da ação movida pelo economista Paulo Roberto Arvate, professor da PUC que havia sido demitido em 2006, no meio de uma ampla reformulação da universidade, que enfrentava séria crise econômica.
O advogado de Arvate, Nelson Rothstein Barreto Parente, acionou não apenas a Fundação São Paulo, mantenedora da PUC, mas também a cúria, por entender que a segunda controla a primeira.
Os defensores da cúria contra-argumentaram, afirmando que a relação entre seu cliente e a fundação se limitava à escolha do reitor, não havendo, portanto, nenhuma possibilidade de ingerência. Com isso, a inclusão da cúria como parte na ação seria despropositada.
Foi aí que a igreja entrou em apuros. Tais declarações contrariavam não apenas os estatutos da PUC, que atribuem ao arcebispo de São Paulo o posto de grão-chanceler e diversos poderes na universidade, como também entrevistas de dom Cláudio Hummes (arcebispo até 2007) e de dom Odilo Scherer (arcebispo a partir de 2007) dadas à Folha em que ambos diziam explicitamente que a reestruturação da PUC foi ordenada pela igreja.
Com isso, Barreto Parente pediu a condenação da cúria por litigância de má-fé, e a Justiça lhe deu razão em dezembro passado. O professor demitido venceu a ação.
O que essa historieta mostra? Ela sugere que é complicado ligar de forma forte virtude a religião. Embora diversas crenças se apresentem como fonte da moral, esse é um vínculo que não resiste às evidências empíricas disponíveis nem à análise da incipiente ciência moral.
Se é da religião que vem a moral, deveríamos, como vivamente prognosticou Datena, encontrar nas prisões um grupo desproporcionalmente grande de ateus e menor de religiosos. Não é isso, porém, o que sugerem os dados. Estatísticas reveladas por uma funcionária do Birô Federal de Prisões dos EUA de 1997 mostraram que a proporção de cristãos era de 80%, mesmo valor da população geral. Muçulmanos, que correspondem a algo entre 1% e 3% dos norte-americanos, eram 7,2% dos presidiários.
Já os ateus declarados, que se contam em 0,4% na população geral, eram 0,2% dos apenados.
É claro que esses dados precisam ser apreciados criticamente. Para começar, é preciso lembrar que especialmente na cadeia as pessoas mudam de religião. É provavelmente isso o que explica a concentração de muçulmanos, que já há vários desenvolvem um forte trabalho de conversão de presidiários.
Outro ponto polêmico é o da confusão entre "ateus" e "sem religião". É bastante razoável supor que, devido ao preconceito, muitos ateus "se escondam" na categoria "sem religião" ou dos que se recusam a revelar sua crença. Daí que a medida mais prudente é considerar apenas os que se declaram abertamente ateus. Aí, é claro, a base fica pequena demais para elucubrações mais sofisticadas.
Seja como for, esses dados servem para mostrar que a religião não oferece efeitos protetores sobre o crime. E, se é verdade que há menos ateus, isso provavelmente se deve ao fato de que essa é uma população mais instruída e, consequentemente, rica. A pobreza é um fator preditivo de criminalidade bem mais poderoso que a religião.
A ausência de vínculo entre religião e "bom comportamento" também foi verificada nos EUA em relação a divórcios (vistos como pecado ou falha moral por várias igrejas) e trabalho voluntário de médicos. Na verdade, médicos ateus e agnósticos se mostraram um pouquinho mais generosos para com os necessitados do que seus colegas religiosos, de acordo com um trabalho citado por Darrel Rey em "The God Virus".
No Brasil, temos pelo menos os dados das separações. Como procurei mostrar numa reportagem publicada (só para assinantes da Folha e do UOL) há algumas semanas, as religiões não bastam para segurar os casamentos.
Esses resultados talvez sejam surpreendentes para o Datena, mas não à luz da biologia. Numa leitura darwinista, a moral nada mais é do que uma coleção de sentimentos como os de justiça, culpa, raiva, lealdade que evoluíram para possibilitar e aprimorar a vida em sociedade. O advento da linguagem permitiu relações muito mais sofisticadas de altruísmo recíproco. É basicamente essa complexidade que nos diferencia de outros primatas.
Evidentemente, tudo isso teve de ocorrer dezenas de milhares de anos antes de o primeiro padre rezar a primeira missa --ou nossa espécie não teria chegado até aqui.
Hélio Schwartsman Hélio Schwartsman, 44 anos, é articulista da Folha. Bacharel em filosofia, publicou "Aquilae Titicans - O Segredo de Avicena - Uma Aventura no Afeganistão" em 2001. Escreve para a Folha.com.

Edward Current e seu colar Multi-Crenças.




O Bruno Moura do Bule Voador fez uma legenda de um dos vídeos mais engraçados do Edward Current. Assista o vídeo pra ver.
Pra quem não conheçe, o Edward Current é um comediante que vive fazendo paródias de religiosos. Seus argumentos são sempre algo bastante absurdos, mas ele os fala de um jeito que faz com que quem não conhece o cara fique achando que ele é mesmo um crente degenerado mesmo. Já vi até elogios de outros crentes para os seus vídeos. Já vi comentários de crentes irritados por terem sido “enganados” por ele.
Vale a pena procurar por vídeos dele.
Vi no Bule Voador.

Campanha Ateísta em ônibus ...no BRASIL !!!!

Essa propaganda aí é falsa. Você pode fazer uma aqui.
Lembra da notícia de que haveriam propagandas ateístas em Salvador e Porto Alegre? E que em São Paulo não tinha dado certo porque a empresa de lá é maricas demais? Adivinha: as empresas de Salvador e Porto Alegre agora tão com cagasso e não querem mais passar as propagandas, mesmo depois de terem assinado contrato e tudo mais.
Que a firma de São Paulo tinha se recusado, isso a gente sabia antes da matéria sair no jornal. Ela se caga de medo, mas respondeu rápido. Agora, com a notícia no jornal, a de Salvador deu pra trás e já disse que não vai mais colocar as propagandas em seus ônibus. E parece que a firma da capital gaúcha tá pensando em amarelar também.
A Atea estuda entrar com medidas judiciais contra as firmas por terem desistido de cumprir as pichorras de contratos que eles assinaram.

Essas são as propagandas reais, tá?
Tá vendo as propagandas em cima? Elas por algum motivo são o pesadelo desses grupos de publicidade. Os coitados estão sem dormir, tadinhos.
“As seguidas recusas de prestação de serviço são uma confirmação contundente da força do preconceito contra os ateus, e da necessidade de acabar com ele. Nossas peças nada têm de ofensivas, e o teor de suas críticas empalidece frente às copiosas afirmações dos livros sagrados de que ateus são odiosos, cruéis, maus e devem ser eliminados. Existe um duplo padrão em ação aqui”, diz Daniel Sottomaior, presidente da Atea.
A empresa de publicidade de Salvador, a Fast Mídia, alega que desistiram do negócio porque as peças de publicidade iriam contra as leis municipais que regulamentam o setor. Como não viram isso antes? Pô, Amaral, por que assinou o contrato então? A grana você quer, né seu lazarento?
A lei citada pelos salvadorenses fala que é proibido anúncio que seja de discriminação racial, sexual, social ou religiosa. Tão vendo alguma coisa lá desse tipo? Ou só dizer que Deus não existe já ofende as carolas da igreja ao ponto de terem um ataque cardíaco? Bando de amarelões isso sim…
A empresa de Porto Alegre “não foi localizada” para comentar o assunto.
Agora, xingar ateu na TV pode, publicar propaganda de crente falando que a gente vai tudo pro inferno pode, fazer propaganda do Papa pode…
Quero que o Sottomaior publique um cartaz que diz assim: “Existem milhões de ateus no Brasil. São tudo gente boa.” Quero ver que desculpa eles vão dar pra proibir algo assim.
Fonte: Folha.com

O Ser Humano É Incrível...

sábado, 11 de dezembro de 2010

Railuque & Maloque : a Nissan alfineta a concorrência.

A Nissan volta a provocar a concorrência em novo comercial. Desta vez criou uma dupla sertaneja que foi criada em playground, cresceu tomando leitinho com pêra e não gosta de se sujar na lama, e em contrapartida oferece aos cowboys de verdade a sua nova Frontier como sinônimo de robustez.
Mas o legal mesmo do vídeo foi a dupla de agroboys estereotipada ao extremo no vídeo. Quem nunca viu esses cowboys que pintam as unhas com esmalte base e adoram se reunir em postos de gasolina nos fins de semana?!

Evolução VS Design Inteligente



Assistí recentemente um documentário sobre o esse assunto chamado Expelled: No Intelligence Allowed ( Expulsos da turma: inteligência não permitida).Bastante polêmico, por sinal.Apresentado por Ben Stein e trata basicamente da caça aos cientistas que ousam,ao menos,discutir os pontos fracos da Teoria da Evolução e sugerir um aprofundamento na Teoria do Design Inteligente.Não aquele DI proposto pelos Criacionistas(de que as espécies já nasceram prontas e tal...) e que Deus seria o responsável pelo inicio de tudo e ponto final,transformando o assunto em dogma RELIGIOSO, e sim a participação de algo muito mais complexo no tal caldo primordial ( Que transformou material inorgânico em orgânico e deu origem a primeira célula viva ),visto de uma maneira isenta de religião,fundamentalismo e outras coisas perniciosas ao avanço das pesquisas.Assunto bem interessante.Abram suas mentes, assistam e tirem suas próprias conclusões.Só não deixem roubar de nós o direito básico de pensar,contestar e opinar.

Para assistir ao documentário clique nos links abaixo:




Veja o trailer


 

Um Sábado Qualquer...

Uma imagem em preto e branco sendo colorizada pelo seu cérebro.

domingo, 5 de dezembro de 2010

Bom,Ruim e o Terrível....

BOM: Sua esposa está grávida.
RUIM: São trigêmeos.
TERRÍVEL: Você fez vasectomia ano passado e não contou pra ninguém.

BOM: Sua esposa não fala mais com você.
RUIM: Ela quer o divórcio.
TERRÍVEL: Ela é advogada.

BOM: Seu filho passou da puberdade.
RUIM: Ele está envolvido com a vizinha da frente.
TERRÍVEL: Você também está.

BOM: Seu marido entende de moda feminina.
RUIM: Usa a sua roupa.
TERRÍVEL: Fica melhor nele que em você.

BOM: Você decide dar aula de educação sexual para a sua filha.
RUIM: Ela te interrompe várias vezes.
TERRÍVEL: Corrigindo você.

BOM: Sua filha arranjou seu primeiro emprego.
RUIM: De prostituta.
TERRÍVEL: Seus colegas do futebol e do trabalho estão todos ficando clientes dela.
MAIS TERRÍVEL AINDA: Ela está ganhando 10 vezes mais que você e disse que vai reformar a casa.

BOM: Você arranjou uma gata quente para bater papo via CHAT…
RUIM: não aguentando mais, você resolve se revelar. Ela responde que te conhece e que não vai dar para continuar porque você não passa de um canalha, e vai contar tudo para a sua mulher!
TERRÍVEL: É a sua sogra.

Direto do Blog do Caipira....

segunda-feira, 29 de novembro de 2010

Jesus Cristo e Super-Homem: A necessidade do herói mítico

Todos os povos primitivos desenharam para si um herói. Alguém que trouxesse todas as virtudes: forte em todos os sentidos, honesto e de grande moral. Servindo como baluarte entre o povo em questão e a completa destruição (tanto física, quanto moral) do referido povo.

Muitos são os heróis da Antigüidade: Perseu, Beowulf, Héracles (também chamado de Hércules), Sigfried, Cuchulain, Tristão, Orfeu etc. E esta “tradição”, digamos assim, perdura até hoje, quando vamos aos cinemas pra ver filmes do Rambo, Chuck Norris, 007 entre outros.

Entretanto, a maior expressão folclórica de heróis com superpoderes, numa eterna luta do Bem contra o Mal, está presente sob a forma de Histórias em Quadrinhos (HQ’s); sendo o Super-Homem o primeiro, mais famoso e mais poderoso dentre eles.

Há muito tempo, discute-se sobre as várias semelhanças entre o Super-Homem e outra figura mítica: Jesus Cristo – o qual, até que provem o contrário, também não passa de mais um mito. Essas semelhanças são tão grandes que paramos para pensar se foram por acaso ou fruto de uma clara ligação entre estas duas personagens.

Examinando as personagens

O mito do Jesus Bíblico é do conhecimento de muita gente. Críticas sobre sua existência real são discutidas na série A maior farsa de todos os tempos; portanto, seria apenas superlotamento de espaço aqui se retomarmos o tema. Entretanto, a referida série é recomendada para estudo.

Muito bem, o Super-Homem é uma criação de dois amigos de origem judia, desenhistas de quadrinhos, Joe Shuster e Jerry Siegel em 1938, aparecendo no primeiro número da revista Action Comics.

Siegel e Shuster criaram um herói em sua tradição clássica, que lutava para corrigir os erros daqueles tempos, combatendo a tirania e a injustiça social em prol da verdade, justiça e moral da América. Depois, por causa de uma – digamos assim – “globalização”, os criadores fizeram o favor de estender a benevolência do Super-Homem a todo o mundo e, depois, para o Universo.

Os criadores presentearam seu herói com uma roupa e tanto! Um colant azul e vermelho bem chamativos, cinto dourado e uma capa esvoaçante, além da famosa “cueca sobre a calça” (que, por sinal, virou peça comum em qualquer uniforme de um Super-Herói que se preze). Da mesma forma, como todo herói moderno, ele exibe o seu símbolo sobre o peito (por favor, atentem para este detalhe, pois voltarei a isso mais tarde).

Além dos seus poderes sobre-humanos – como super-audição, velocidade quase infinita, força imensa, visão telescópica, visão de raio X, visão de calor entre outras coisas – o que mais caracteriza o Super-Homem é sua bondade extrema e caráter inigualável. Somando-se a isso, ainda tem o fato dele ficar de guarda em órbita da Terra, usar um disfarce de repórter – afim de saber o que se passa no mundo –, ter a capacidade de ver tudo e todos (mesmo atrás de paredes, exceto se forem de chumbo) e ser capaz de ouvir até mesmo sussurros. Isso nos permite afirmar com certeza que o Super-Homem é onisciente. Sua força incrível o faz onipotente e sua velocidade permite que seja praticamente onipresente. Interessante, não é mesmo?

Nada disso seria espetacular, mediante o conceito humano de qualquer entidade superpoderosa. Muitos heróis são fortes, rápidos, inteligentes etc. Mas, somente deuses possuem mais de uma, ou mesmo todas essas características.

O Jesus tal como descrito na Bíblia não foge a essa regra, já que ele foi capaz de caminhar sobre as águas (vôo?), ter força pra expulsar demônios, mostrar-se ciente de tudo o que o cercava e saber de antemão o que o destino lhe reservava, entre outras coisas.

Com colaboração de Rafael Zeitouni & Fátima Tardelli -WWW.CETICISMO.NET

Natal de verdade....

Música natalina que fala sobre o que realmente importa no Natal: a família.

Essa música provocou a ira de cristãos na Austrália, ao ser incluída em um CD natalino beneficente. Segundo os cristãos revoltados, ela é considerada anti-cristã, ofensiva e de mau gosto.

Escutem e julguem por vocês mesmos.


sábado, 27 de novembro de 2010

Edir Macedo e o Aborto

Algumas pessoas têm questionado  minha  posição quanto à descriminalização do aborto. Um dos argumentos mais citados é quanto ao mandamento “não matarás”.  Mas, me parece que o engano está na compreensão da totalidade do significado do termo “matar”.
O dicionário Houaiss, entre as várias definições que apresenta para este verbo, diz: “causar grande prejuízo ou dano a; arruinar.” E também: “causar sofrimento a; mortificar, afligir; ferir.” Vemos, com isso, que matar não é somente tirar a vida de alguém, mas também praticar qualquer ato que impeça que alguém tenha vida com qualidade, dignidade, felicidade.
Permitir que uma criança indesejada venha ao mundo em uma família desestruturada, sem condições de lhe oferecer uma vida minimamente digna, expondo-a à violência, maus tratos, perda da autoestima e tantas outras mazelas, não significa dar um ser à luz, mas sim condená-lo à morte; uma morte social e psicológica, que vai gerar a pior de todas as mortes: A ESPIRITUAL.
As crianças que andam pelas ruas, entregues à própria sorte, não nasceram; elas foram jogadas no mundo, como fruto da inconsequência e irresponsabilidade de adultos despreparados, muitos deles que apenas repetem a história de abandono e omissão da qual também foram vítimas.
Estas crianças, primeiro são odiadas por seus genitores e depois passam a ser odiadas pela sociedade. A mesma sociedade que levanta a bandeira do direito à vida é capaz de virar o rosto em atitude de asco, e atravessar a rua para não passar perto de um menor indigente estirado no chão, cheirando a fezes e urina. O nome disso é hipocrisia.
Os que gostam de apontar pecados, precisam ver que o erro não está em interromper uma gravidez indesejada, mas está antes: na banalização do sexo, na desinformação, nos inúmeros fatores que levam um casal a se relacionar e gerar um filho com o mesmo descompromisso com que encaram a própria vida.
Não estamos fazendo apologia do aborto; estamos dizendo “não” à hipocrisia. As mulheres não deixam de abortar porque isso é um ato ilegal. A decisão de interromper uma gravidez tem como motivo principal o fato de ela não ser desejada, causada por fatores que vão desde uma noite de loucura até violência sexual. Se esta decisão for tomada, ela será levada a cabo, independentemente de sua legalidade, em clínicas clandestinas, que podem levar estas mulheres à morte, mutilação ou sequelas de procedimentos mal realizados.
A legalidade do aborto permite que estas mulheres possam ser atendidas clinicamente da maneira que procede, e não coloquem sua vida em risco. Isso é direito à vida.
A legalidade do aborto evita que crianças inocentes venham ao mundo para sofrer e ter uma vida miserável.
A legalidade do aborto evita a clandestinidade dos procedimentos cirúrgicos.
Uma mulher que deseja interromper uma gravidez, seja pelo motivo que for, não é uma criminosa, é um ser humano em aflição, que precisa ser acolhido, amado, orientado e não condenado. É este o papel que a IURD tem realizado como Igreja.
A todas as pessoas que olham para estas mulheres com ódio e intolerância, achando que com isso estão agradando a Deus, fica esta Palavra: Qualquer que odeia a seu irmão é homicida. E vós sabeis que nenhum homicida tem a vida eterna permanecendo nele. I João 3:15

Edir Macedo

PS: Apesar de não comungar em nada com os pensamentos dele , dessa vez , devo admitir: esse deve ser o pensamento de toda pessoa que realmente se preocupa ,de verdade, com a vida humana !!!!

Piadinhas Infames.

Querido Papai Noel!

Esse ano você levou o meu cantor e dançarino preferido, Michael Jackson, meu ator preferido Patrick Swayze, a minha atriz preferida Leila Lopes!

Quero lembrar a você, que o meu político favorito é o Lulla.


                ************************************


ORAÇÃO DAS MULHERES:

'Querido Deus,
Até agora o meu dia foi bom:
não fiz fofoca,não perdi a paciência, não fui gananciosa, sarcástica, rabugenta, chata e nem irônica..
Controlei minha TPM,não reclamei,não praguejei,não gritei,nem tive ataques de ciúmes.
Não comi chocolate.
Também não fiz débitos em meu cartão de crédito (nem do meu marido) e nem dei cheques pré-datados.
Mas peço a sua proteção, Senhor, pois estou para levantar da cama a qualquer momento...

               **************************************

O que fazer no avião quando o passageiro do lado é um chato !!

PASSO 1. Tirar o laptop da mala;
PASSO 2. Abrir o laptop devagarinho e calmamente;
PASSO 3. Ligar;
PASSO 4. Assegurar-se de que o vizinho está olhando;
PASSO 5. Ligar a Internet;
PASSO 6. Fechar os olhos por breves momentos, abri-los de novo e dirigir o olhar para o céu;
PASSO 7. Respirar profundamente e abrir este site: http://www.myit-media.de/the_end.html;
PASSO 8. Observar a expressão facial do vizinho.

               ***************************************

Enquanto isso em Hollywood:

- Eu vejo capacitores (diz o molequinho loirinho, todo amedrontado)
- Com que frequencia? (pergunta intrigado o senhor careca que é duro de se matar)
- 60 Hz!

E ao fundo, a bela trilha sonora:
Hoje eu acordei com saudades de você...hehehehe
   
              ****************************************

 CONSELHO SENTIMENTAL DE HOMEM

Caro Roberto,

Tenho 24 anos e meu marido 30. Espero que possa me ajudar.

Peguei meu carro e saí pra trabalhar, deixando meu marido em casa vendo televisão, como sempre.
Rodei pouco mais de 1km quando o motor morreu e o carro parou. Voltei pra casa, para pedir ajuda ao meu marido.
Quando cheguei, nem pude acreditar, ele estava no quarto, com a filha da vizinha! E ela só tem 19 anos!!!
Estamos casados há 10 anos, ele confessou que eles estavam tendo um caso há 6 meses.
Eu o amo muito e estou desesperada. Você pode me ajudar?

Antecipadamente grata.

Margot

RESPOSTA:

Cara Margot,

Comece por verificar se tem gasolina no tanque, se estiver cheio chame o guincho e leve o carro ao mecânico.

Espero ter ajudado.

                 *****************************************

Nova versão de Imagine - by David Pogue.

Bom, eu acho que essa não poderia ficar de fora. David Pogue cantando uma paródia da canção Imagine. Assista o vídeo e cante junto. Mas cuidado pois alguém pode estar olhando.

http://macmagazine.com.br/blog/2009/01/13/vamos-cantar-com-o-david-pogue-por-um-mundo-sem-apple-dell-e-windows/

Ou apenas cante, abaixo a letra.

Imagine there’s no Apple,
No products that begin with “i,”
No monthly iPod models,
No Apple stores to get you high.
Imagine all the people
Finding other things to do!

Imagine there’s no bloggers…
It isn’t hard to do!
No viruses or spyware,
No Windows Vista too

Imagine all the people
Learning to get a life…

You may say it’d be a nightmare
Without Google, Mac or Dell
We might have real conversations–
But the world would be dull as hell!

Imagine no new cellphones;
Kiss console games goodbye.
No David Pogue or Mossberg
To tell you what to buy
Imagine all those people
Getting some exercise!

You may say I’m a loony

But rest assured I’m almost done.
I’m pretty sure it’ll never happen
So we nerds can live as one!

               *****************************************

 DITADOS POPULARES NA ERA DOGITAL
Como estamos na 'Era Digital', foi necessário rever os velhos ditados existentes e adaptá-los à nova realidade. Veja alguns
  1. A pressa é inimiga da conexão.
  2. Amigos, amigos, senhas à parte.
  3. Antes só, do que em chats aborrecidos.
  4. A arquivo dado não se olha o formato.
  5. Diga-me que chat freqüentas e te direi quem és.
  6. Para bom provedor uma senha basta.
  7. Não adianta chorar sobre arquivo deletado.
  8. Em briga de namorados virtuais não se mete o mouse.
  9. Em terra off-line, quem tem 486 é rei.
  10. Hacker que ladra, não morde.
  11. Mais vale um arquivo no HD do que dois baixando.
  12. Mouse sujo se limpa em casa.
  13. Melhor prevenir do que formatar.
  14. O barato sai caro. E lento.
  15. Quando a esmola é demais, o santo desconfia que tem vírus anexado.
  16. Quando um não quer, dois não teclam.
  17. Quem ama um 486, Pentium 5 lhe parece.
  18. Quem clica seus males multiplica.
  19. Quem com vírus infecta, com vírus será infectado.
  20. Quem envia o que quer, recebe o que não quer.
  21. Quem não tem banda larga, caça com modem.
  22. Quem nunca errou, que aperte a primeira tecla.
  23. Quem semeia e-mails, colhe spams.
  24. Quem tem dedo vai a Roma.com
  25. Um é pouco, dois é bom, três é chat ou lista virtual.
  26. Vão-se os arquivos, ficam os back-ups.
  27. Diga-me que computador tens e direi quem és.
  28. Há dois tipos de pessoas na informática. Os que perderam o HD e os que ainda vão perder...
  29. Uma impressora disse para outra: Essa folha é sua ou é impressão minha?
  30. Aluno de informática não cola, faz backup.
  31. O problema do computador é o USB (Usuário Super Burro).
  32. Na informática nada se perde, nada se cria. Tudo se copia... e depois se cola.
  33. O Natal das pessoas viciadas em computador é diferente. No dia 25 de Dezembro, o Papai Noel desce pelo cabo de rede, sai pela porta serial e diz: Feliz Natal, ROM, ROM, ROM
               *************************************************

Bairros Cariocas em Inglês:

Essa foi uma sugestão que rolou para o último PAN Americano que aconteceu no Rio de Janeiro. A tradução dos bairros para o inglês, e então facilitar a locomoção dos turistas!

German Mountain - Morro do Alemão
Big Field - Campo Grande
Little Field - Campinho
Nice to meet you - Encantado (só esta já vale a pena)
Will go now - Irajá
To walk there - Andaraí
Dry Square - Praça Seca
Set fire - Botafogo
Customers - Freguesia
Set black people free - Abolição (sem comentários...)
Very very holy - Santíssimo
Wait a minute - Paciência
Setting free - Livramento
Good Success - Bonsucesso
Very deep island - Ilha do Fundão
Grandson Rabbit - Coelho Neto
High School - Colégio
Happy view - Vista Alegre
Hard Cover - Cascadura
Priest Michael - Padre Miguel
Mercy - Piedade
It's very cheap! - Pechincha
Nice stay - Benfica
Bless you - Saúde
Flag Square - Praça da Bandeira
Flagmen Funtime - Recreio dos Bandeirantes
Small Farm - Rocinha
All Saints - Todos os Santos
Mary of Grace - Maria da Graça
Holy Cross - Santa Cruz
Hello, smile - Olaria (1º lugar)
Mango Tree - Mangueira
Inside Mill - Engenho de Dentro
New Mill - Engenho Novo
Alligator to the water - Jacarepaguá

               ********************************************

ANÁLISE QUIMICA DA MULHER

Elemento: Mulher
Símbolo: Mu
Descobridor: Adão
Peso Atômico: Aceito como 50 Kg, mas é sabido que varia de 45 a 120 Kg.
Ocorrência: Quantidade excedente em toda a área urbana.

COMPOSIÇÃO

10% Peitos
10% Coxas
50% Pensamentos Vagos
30% Roupas

PROPRIEDADES FÍSICAS

Superfície geralmente recoberta por revestimento colorido
Ferve por nada, congela sem razão
Derrete se submetida a tratamento adequado
Amarga se usada incorretamente
Alta periculosidade se manuseada por mãos inábeis

PROPRIEDADES QUÍMICAS

Possui afinidade com ouro, prata, platina e pedras preciosas
Capaz de absorber grandes quantidades de substâncias caras (roupas, jantares, casas, carros...)
Pode explodir espontaneamente
Extremamente barulhenta quando encontrada em grupo
Insolúvel em líquidos, mas com atividade aumentada por saturação em álccol
Cede a pressão quando aplicada em pontos corretos

UTILIDADES GERAIS

Altamente ornamental, especialmente em carros esportes, iates e piscinas
É o mais poderoso agente redutor de dinheiro que se conhece
Pode ser de grande ajuda para relaxamento
Muitas vezes, quando usada corretamente, pode lavar, cozinhar, passar e buscar chinelo e jornal para o dono da casa
Ideal para elevar espíritos deprimidos, bem como para deprimir espíritos elevados

O QUE FALTA EM SUA ESTRUTURA ( Ou pequenos erros de projeto)

Botão de ON/OFF
Botão de volume
Controle Remoto
O parque de diversão fica muito perto do esgoto ( se bem que se pode se divertir no esgoto,também !!!)

ALL by Tino - DIRETO DO piadas-infames.blogspot.com

Um Sábado Qualquer...

O mapa do tráfico.

O Rio e o Caos.

Um bobinho metido a sabereta resolveu torrar o “sacrossanto”: “Quem você pensa que é afirmando que já havia advertido que as UPPs não funcionavam?” Faço uma síntese da indagação. Ele é bem mais desagradável e bocudo do que isso. Ué, mas eu havia mesmo! Tenho de esconder isso do leitor? Não é por jactância que o lembro, mas como homenagem ao óbvio. Então vai o texto inteiro, pronto! E olhem que os bandidos, agora buliçosos, estavam quietinhos, colaborando com a mistificação que estava em curso. Peço que leiam ou releiam o que escrevi no dia 15 de outubro (em azul). Aliás, acho que os freqüentadores deste blog podem tomar este post como um exemplo de que é possível, sim, fazer previsões — desde que se respeite a lógica e que não se opere com premissas falsas. Leiam. Volto para encerrar.

Escândalo aplaudido pela imprensa: Polícia do Rio dá tempo para bandidagem fugir e implanta nova UPP sem tiros e prisões! Quando Cabral for 100% eficiente, terá exportado seus bandidos para outros estados

Aplaudam quantos quiserem, e eu continuarei a chamar de mistificação. A polícia do Rio de Janeiro ocupou ontem o chamado Morro dos Macacos, no Rio, onde um helicóptero foi derrubado por traficantes no ano passado. Marketing da polícia: instalou-se a UPP (Unidade de Polícia Pacificadora) sem um único tiro! Uau! A bandidagem também fica grata e pacificada!

O que terá acontecido? Assinale a alternativa correta:
a - ( ) os bandidos se converteram em trabalhadores honestos;
b - ( ) foram aterrorizar a população em outro morro;
c - ( ) fizeram um acordo de cavalheiros com a polícia.

Essa política de segurança do governador Sérgio Cabral (PMDB), que Dilma Rousseff considera modelo e que seduz tanta gente na imprensa, especialmente a carioca, é uma piada! Ontem, José Mariano Beltrame, secretário de Segurança, concedeu uma entrevista, que vi no Jornal da Globo. Segundo o valente, o objetivo principal dessa política é recuperar território, não prender malfeitores. Ah, bom! Agora está explicado!

Digamos que tenha acontecido a alternativa “b”, não a “c” (embora eu não esteja bem certo disso): há de se supor que Cabral pretenda “libertar” todas as áreas da cidade, acabando com o domínio do narcotráfico por ali, certo?. Certo! Mas sem prender ninguém! Assim, entendemos que os criminosos não estarão nos morros do Rio, mas também não estarão nas cadeias. Logo, se o governador for 100% eficiente em sua obra, os outros estados que se cuidem porque ele estará exportando seus maus rapazes para outras unidades da federação: “O Rio não dá! Vamos para outros estados”.

Cabral é esperto: ele “pacifica”, ganha manchetes positivas e não tem o trabalho de manter presos em cadeias, o que é sempre difícil de administrar e caro. Alguns números explicam certas coisas.

Em dezembro de 2009, a população carcerária no país era de 474.626 pessoas. Do total, nada menos de 34.6% estavam em São Paulo, que tem apenas 22% da população. Será que o estado tem mais pilantras do que os outros ou prende demais? Não! Tem uma polícia e uma segurança mais eficientes. O Rio vinha em quinto lugar, com menos presos do que Minas, Paraná e Rio Grande do Sul. São 399,79 os presos por 100 mil habitantes em São Paulo, contra apenas 166,56 no Rio.

Agora vejam que interessante: no Mapa da Violência, com dados de 2007, São Paulo estava em 25º lugar (antepenúltimo) nos estados com o maior número de homicídios (15 por 100 mil - já baixou para quase 10); o Rio estava em quarto: 45 por 100 mil; a média brasileira é 26 por 100 mil. Não é que mais bandidos na cadeia significa menos cadáveres nas ruas? Incrível!!!

Fico feliz pelas áreas pacificadas - na hipótese de não ter havido apenas uma pacificação com o crime, não sem ele. Mas chegou a hora de Cabral começar a prender os marginais. Ou, então, que ele nos apresente essas almas pias, convertidas ao bom-mocismo. Se não o fizer, no dia em que ele pacificar todo o Rio de Janeiro, terá passado seus malfeitores para seus colegas governadores.

Tudo bem… Eu sei que vêm Olimpíada, Copa do Mundo, o diabo a quatro, e esse papo de polícia pacificadora faz parte desse grande marketing do nosso bundalelê cordial. Mas respeitem minimamente a inteligência de quem lida com a lógica e sabe fazer conta. Quero saber onde estão os traficantes das áreas que a polícia de Cabral ocupou. Sem eles, aconteceu, na verdade, uma de duas coisas: ou acordo ou mera transferência de base de operação.

Se o governador ou o secretário Beltrame tiverem alternativas novas, cartas para o blog.

Voltei
Como viram, até os convidei a explicar a mágica. Não cederam a meu convite. Aí quem cobrou explicação foram as ruas… Como se vê, eu, de fato, havia afirmado que a história de Cabral e Beltrame era uma fábula. Ora, devo me sentir culpado porque antevi o desastre? Autoridades fazem escolhas insensatas, mistificam sobre suas opções, e devemos nos calar em nome da pátria? Uma ova! Não fui eu que antevi nada! Fui apenas um “cavalo” do espírito da lógica!

Continuando...

Tentando, só tentando, botar um pouco de ordem na barafunda. É claro que sou favorável às Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs). Eu sou a favor, aliás, de tudo o que pacifique e não mistifique. O que tenho escrito aqui há quase dois meses, quando a bandidagem ainda fazia o obsequioso silêncio pré-eleitoral (por que acordou depois é um mistério bem-guardado até agora), é que não existe pacificação sem prisão de marginais. Para algum lugar, eu inferia, eles tinham ido, não é mesmo? Das três uma: a polícia do Rio pode prender os bandidos, matar os bandidos ou exportar os bandidos. Decretar a sua inexistência, bem, isso não era possível.
O mesmo se diga em relação às drogas. Como as UPPs eram anunciadas com antecedência — “Olhem que nós estamos chegando” — e como o objetivo não era pôr fim ao tráfico, mas torná-lo mais decoroso, não se apreendia um grama de nada. Nadica mesmo! Tanto é assim que o preço do bagulho se manteve.  Bandido não abre mão de sua margem de lucro. Se o “material” rareia e se há dificuldades logísticas para a oferta — ou mesmo impedimentos para a procura —, a margem se mantém de que modo? Elevando o preço. A lei de mercado, leitor, é a segunda natureza dos humanos — existe na legalidade e na ilegalidade. Se a ação de Cabral desafiava essa natureza, então ela não era o que dizia ser. É uma questão óbvia.
Pois não é que a Polícia anuncia que já aprendeu duas toneladas de drogas depois que a UPP do B — a Unidade de Polícia Prendedora — entrou em ação? Não só isso: 192 pessoas foram presas. E dou de barato, até evidência em contrário, que não estavam lendo Os Lusíadas quando isso aconteceu. Pelo menos 43 teriam morrido. Bem, dada a política anterior de Sérgio Cabral, cujo fracasso é um sucesso!!!, os quase 200 bandidos estariam soltos, e as duas toneladas de drogas, inundando o mercado.
O que estou deixando evidente é que a Unidade de Polícia Pacificadora como política de segurança pública é uma falácia, ainda que, atenção!, a presença do estado nos morros possa trazer alguns benefícios, coibindo delitos no dia-a-dia numa área em que a presença do estado é quase nenhuma. Reitero: é um fracasso COMO POLÍTICA DE SEGURANÇA PÚBLICA! Bandido tem de ser preso. Drogas e armas têm de ser apreendidas. Sem prejuízo, obviamente, de se procurar ter uma base do estado nas comunidades.
As favelas do Rio precisam, sim, ser pacificadas. Mas, antes de tudo, precisam ser LIBERTADAS, essa é a questão. É preciso ser um tantinho inocente para não perceber o que estava em curso: uma política de acomodação e disciplinamento do tráfico, o que acabou resultado em  mão-de-obra criminosa ociosa. Ou bem ela vai para a cadeia ou bem vai fazer o que sabe: tomar na marra os objetos de seu desejo.
Nas entrevistas, Sérgio Cabral, agora muito pudoroso — não é aquele do palanque…— fala na dimensão histórica do que está em curso no Rio. E, nota-se, trata da bagunça como coisa já resolvida, já solucionada.  Não dá! Alguns leitores não entenderam o sentido daquele texto da madrugada em que afirmo que, até agora, está dois a zero para o óbvio. Quis chamar a atenção, ali, para o fato de que 1) há algum tempo vinha apontado a farsa que era a UPP na forma como vinha sendo vendida; 2) há muitos anos acho que as Forças Armadas têm, sim, de entrar nessa guerra — porque é uma guerra. E não é para matar, não!, mas para salvar vidas, libertar a população refém do narcotráfico.
Assim, dada a realidade, parece-me que as ações em curso procedem. E todos temos de torcer para que os bandidos sejam postos na cadeia. Mas isso não deve nos impedir de apontar que uma mistificação estava em curso. É simplesmente ridículo que Cabral tente vender as decisões de agora como uma simples continuidade do que havia. Beltrame prendeu mais bandidos ligados ao narcotráfico em três dias do que em quatro anos. E apontar esses desacertos é uma obrigação. Mais: o objetivo tem de ser, sim, eliminar o tráfico também nas áreas pacificadas; não existe um modo limpinho e higienizado de vender pó e maconha.
Todo apoio à prisão da bandidagem e às ações que buscam pôr ordem no Rio. Mas a gente não precisa parar de pensar só porque decidiu ser patriota.
Por Reinaldo Azevedo

 Quer ler mais???   http://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/



sexta-feira, 26 de novembro de 2010

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Frases de efeito...contribuição de meu amigo Marcão Pereira ( A VOZ )

Se você está se sentindo sozinho.... achando que ninguém liga para você.
......atrase um pagamento!!!...
________________________________

Sexo é como vestibular, não importa a posição,
o importante é entrar..
________________________________

Mulher bonita é igual a tsunami
: Quando chega vem cheia de onda e ninguém enxerga o perigo.
Quando vai embora leva o carro , a casa e tudo mais que estiver ao seu alcance.
________________________________

'Nunca segure seus peidos
. Eles sobem pela sua espinha, entram no seu cérebro e aí surgem as idéias de merda'.
________________________________


Marido é igual à menstruação
: Quando chega, incomoda; quando atrasa, preocupa.
________________________________

Aquele que, ao longo de todo o dia
, é ativo como uma abelha, forte como um touro, trabalha que nem um cavalo e que ao fim da tarde se sente cansado que nem um cão deveria consultar um veterinário. É bem provável que seja um grande burro.
________________________________

A calcinha não é a melhor coisa do mundo
, mas está bem perto.
________________________________


Se sua mulher pedir mais liberdade
, compre uma corda mais comprida.
________________________________

Bebo porque sou egocêntrico
, gosto quando o mundo gira ao meu redor.
________________________________

Se um dia sentir um enorme vazio dentro de você
, vá comer, pode ser fome.
________________________________


Mulher feia é que nem muro alto
, primeiro dá um medo, mas depois a gente acaba trepando
________________________________
Quando lhe atirarem uma pedra,
faça dela um degrau e suba. Só depois, quando tiver uma visão plena de toda a área, pegue outra pedra, mire bem e acerte o crânio do filho-da-puta que lhe atirou a primeira.
________________________________

Sabe o que é a Meia Idade
? É a altura da vida em que o trabalho já não dá prazer e o prazer começa a dar trabalho!!!
________________________________

Sempre que possível, converse com um saco de cimento
. Nessa vida só devemos acreditar no que é concreto!
________________________________

quinta-feira, 18 de novembro de 2010

'Ciência é uma questão de fé', defende pesquisador

A ciência, como sempre escutamos falar, é a mais confiável forma de conhecimento sobre o mundo porque se baseia em hipóteses passíveis de comprovação. A religião, por outro lado, baseia-se na fé. A figura de São Tomé ilustra muito bem a diferença. Na ciência, um ceticismo saudável é requisito profissional; na religião, crer sem ter provas é considerado virtude.


O problema dessa nítida separação entre "domínios do conhecimento que não se justapõem", como Stephen Jay Gould descreveu a ciência e a religião, é que a ciência possui o seu próprio sistema de crenças baseado na fé. Toda a ciência funciona a partir da suposição de que a natureza é organizada de uma maneira racional e inteligível. Você jamais poderia ser um cientista se achasse que o universo é uma confusão de fragmentos sem sentido onde se acha de tudo um pouco, frações justapostas ao acaso. Quando físicos sondam um nível mais profundo da estrutura subatômica ou astrônomos ampliam o alcance de seus instrumentos, eles esperam encontrar uma nova e coesa ordem matemática. E, até agora, essa fé foi convincente.

A mais refinada expressão de inteligibilidade racional do cosmos se encontra nas leis da física, as regras fundamentais segundo as quais a natureza funciona. As leis da gravidade e do eletromagnetismo, as leis que regem o universo dentro do átomo, as leis da mecânica, todas são expressas por detalhadas relações matemáticas. Mas de onde vêm essas leis? E por que são descritas desta forma?

No meu tempo de estudante, as leis da física eram consideradas como algo completamente intocável. O trabalho do cientista, como nos diziam, era descobrir as leis e aplicá-las, não questionar sua origem. As leis eram tratadas como "pressupostos", impressas no Universo como uma marca do criador no momento do nascimento cósmico, e imutáveis para todo o sempre. Portanto, para ser um cientista, era preciso ter fé na idéia de que o universo é regido por leis matemáticas, fidedignas, imutáveis, absolutas e universais, de origem não especificada. Era preciso acreditar que essas leis não falhariam, que não acordaríamos um belo dia e descobriremos o calor em fluxo do frio para o quente, ou a velocidade da luz mudando de hora em hora.

Ao longo dos anos, perguntei diversas vezes a meus colegas físicos por que as leis da física são o que são. As respostas variavam de "essa não é uma pergunta científica" até "ninguém sabe". A resposta favorita é: "não há motivo para elas serem o que são. Elas simplesmente são". A idéia de que as leis existem irracionalmente é profundamente anti-racional. Afinal de contas, a própria essência da explicação científica de alguns fenômenos é que o mundo é organizado de maneira lógica e existem motivos para as coisas serem como são. Se alguém seguir as pistas desses motivos em todo o percurso até o fundamento da realidade, as leis da física, somente para descobrir que a razão naquele ponto nos abandonou, isso seria zombar da ciência.


Será possível que a poderosa estrutura da ordem física que percebemos no mundo que nos diz respeito seja, em última análise, alicerçada em um absurdo irracional? Se sim, então a natureza é um embuste diabolicamente sábio: absurdo e ausência de sentido de alguma forma disfarçando uma engenhosa ordem e racionalidade.


Embora os cientistas tenham durante muito tempo uma inclinação a jogar para baixo do tapete as dúvidas referentes à origem das leis da física, vemos agora uma mudança considerável de postura. Isso se explica, em parte, pela crescente aceitação de que o surgimento da vida no Universo, e logo, a existência de observadores como nós, depende sensivelmente da forma das leis. Se as leis da física fossem apenas um saco com um monte de regras velhas e esfarrapadas, é quase certo que a vida não existiria.


Um segundo motivo pelo qual as leis da física agora começam a entrar no escopo do questionamento científico é a compreensão de que aquilo há tanto tempo considerado como leis absolutas e universais poderia não ser sequer verdadeiramente fundamental, mas talvez algo mais parecido com regimentos locais. Elas poderiam variar de um lugar para outro em uma escala mega-cósmica. Uma visão de cima, panorâmica, poderia revelar uma enorme colcha de retalhos de Universos, cada um com seu próprio conjunto característico de regimentos. Nesse "multiverso", a vida surgiria apenas nos locais com leis propícias à vida, então não é de se surpreender que nos encontremos em um universo de conto-de-fadas, ideal à vida. Selecionamos isso por conta da nossa própria existência.


A teoria do multiverso está se tornando cada vez mais popular, mas ela não explica exatamente as leis da física. Na verdade, esquiva-se da questão como um todo. Deve haver um mecanismo físico para criar todos esses universos e conferi-los leis. Esse processo exigiria suas próprias leis ou meta-leis. De onde elas vêm? O problema simplesmente foi transferido de um nível superior de leis do universo para o das meta-leis do multiverso.

É óbvio, portanto, que religião e ciência fundamentam-se na fé, a saber, na crença da existência de algo externo ao Universo, como um Deus ou um conjunto de leis inexplicados, talvez até uma enorme formação de Universos invisíveis também. Por esse motivo, tanto a religião monoteísta quanto a ciência ortodoxa não são capazes de apresentar uma explicação completa da existência física.

Esse fracasso compartilhado não é novidade, já que, antes de mais nada, a própria idéia de lei da física é teológica, fato que faz muitos cientistas torcerem o nariz. Isaac Newton teve primeiramente a idéia de leis absolutas, universais, perfeitas e imutáveis a partir da doutrina cristã de que Deus criou o mundo e o organizou de forma racional. Os cristãos imaginam Deus como o sustentáculo da ordem natural de além do universo, enquanto os físicos pensam em suas leis como ocupantes de um reino abstrato transcendente de relações matemáticas perfeitas.

E assim como os cristãos afirmam que a existência do mundo depende totalmente de Deus, embora o oposto não seja verdade, da mesma forma os físicos crêem em semelhante assimetria: o Universo é regido por leis eternas (ou meta-leis), mas as leis são completamente resistentes e não afetadas pelo que acontece no Universo.

Para mim fica a impressão de que não existe esperança para um dia explicarmos por que o universo físico é como é enquanto estivermos presos a leis imutáveis ou meta-leis que existem irracionalmente ou são impostas pela providência divina. A alternativa é considerar as leis da física e o Universo por elas regido como parte e componente de um sistema unitário, e serem incorporados juntos dentro de um esquema explanatório comum.

Em outras palavras, as leis devem ter uma explicação de dentro do Universo e não devem apelar a um agente externo. Os detalhes dessa explicação são assunto para futuras pesquisas. Mas enquanto a ciência não apresentar uma teoria das leis do Universo que seja passível de comprovação, sua alegação de que ela não se baseia em fé permanece claramente falsa.


* Paul Davies é diretor do Beyond, centro de pesquisa da Arizona State University, e autor do livro "Cosmic Jackpot: Why Our Universe Is Just Right for Life".

Fonte:http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL195628-5603,00-CIENCIA+E+UMA+QUESTAO+DE+FE+DEFENDE+PESQUISADOR.html

terça-feira, 16 de novembro de 2010

Goiânia Noise Festival - 2010

O festival Goiânia Noise, um dos maiores do cenário musical alternativo do Brasil, realizará sua 16ª edição entre os dias 16 e 21 de novembro na capital goiana. Até o momento, 10 atrações bastante diversificadas estão confirmadas no festival, considerado uma vitrine do que há de melhor no rock independente brasileiro.
Indo na contramão de sua imagem de festival basicamente roqueiro, o Goiânia Noise 2010 terá sua diversidade musical ampliada com artistas como Otto, Nina Becker e Do Amor. Mantendo a tradição do rock barulhento, estão confirmadas também Krisiun, Black Drawing Chalks, Walverdes e a norte-americana The Mummies.

Confira a lista completa de bandas confirmadas:

domingo, 14 de novembro de 2010

Carl Sagan e seu pensamento.

SOBRE O CETICISMO E A CIÊNCIA
“A ausência da evidência não significa evidência da ausência.”
“Alegações extraordinárias exigem evidências extraordinárias.”
“Queremos buscar a verdade, não importa aonde ela nos leve. Mas para encontrá-la, precisaremos tanto de imaginação quanto de ceticismo. Não teremos medo de fazer especulações, mas teremos o cuidado de distinguir a especulação do fato”
“O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida.”
“Se você quiser salvar o seu filho da pólio, você pode rezar ou você pode vacinar… Tente a ciência. “
SOBRE A REALIGIÃO
“O primeiro pecado da humanidade foi a fé; a primeira virtude foi a dúvida.”
“Para mim, é muito melhor compreender o universo como ele realmente é do que persistir no engano, por mais satisfatório e tranquilizador que possa parecer.”
“A idéia de que Deus é um gigante barbudo de pele branca sentado no céu é ridícula. Mas se, com esse conceito, você se referir a um conjunto de leis físicas que regem o Universo, então claramente existe um Deus. Só que Ele é emocionalmente frustrante: afinal, não faz muito sentido rezar para a lei da gravidade! ”
“Prefiro a verdade dura à fantasia consoladora, pois, no cômputo final, os fatos geralmente revelam-se mais consoladores.”
“Não é possível convencer um crente de coisa alguma, pois suas crenças não se baseiam em evidências; baseiam-se numa profunda necessidade de acreditar.”
“Habitamos um universo onde os átomos são formados no centro das estrelas, onde a cada segundo nascem mil sóis, onde a vida é lançada pela luz solar e acesa nos ares e águas dos planetas jovens, onde a matéria-prima para a evolução biológica é algumas vezes obtida de uma explosão de uma estrela na outra metade da Via-Láctea, onde algo belo como uma galáxia é formado cem bilhões de vezes, um Cosmos de quasars e quarks, flocos de neve e pirilampos, onde pode haver buracos negros, outros universos e civilizações extraterrestres cujas radiomensagens estão até este momento atingindo a Terra. Muito pálidas, pela comparação, são as pretensões das superstições e pseudociências; como é importante para nós nos dedicarmos a entendermos a ciência, este esforço caracteristicamente humano. “
SOBRE A CRENÇA DA VIDA APÓS A MORTE
“A vida é apenas uma visão momentânea das maravilhas deste assombroso universo, e é triste que tantos se desgastem sonhando com fantasias espirituais”
“E se o mundo não corresponde em todos os aspectos a nossos desejos, é culpa da ciência ou dos que querem impor seus desejos ao mundo?”
SOBRE O UNIVERSO
“Nós somos uma maneira do Cosmos conhecer a si mesmo.”
“Nós somos como borboletas que vibram por um dia, e pensam que é para sempre”
“Em algum lugar, algo incrível está esperando para ser descoberto.”
“Diante da vastidão do tempo e da imensidão do espaço é uma alegria para mim compartilhar uma época e um planeta com você.”
“Em um Universo que já tem 10 ou 15 bilhões de anos, estamos constantemente esbarrando em surpresas.”
“O universo não foi feito à medida do ser humano, mas tampouco lhe é adverso: é-lhe indiferente.”
“Nós somos feitos de pó de estrelas”
SOBRE A VIDA EM OUTROS PLANETAS
“Se não existe vida fora da Terra, então o universo é um grande desperdício de espaço.”

Dois videozinhos para fazer pensar...

 


Piadinhas Infames...

Minha vizinha maravilhosa bate em minha porta.
Abro, e ela diz:
- Escuta, cheguei agora, estou com uma vontade louca de me divertir, de me embebedar, de trepar à noite toda… Você está ocupado esta noite?
- Não, claro que não. – disse eu.
- Então… poderia cuidar do meu cachorro?

 *****************************

O Brasil é um país estranho mesmo:  O IBAMA proíbe fazer bolsas com pele de jacaré, mas não proíbe bolsas-família com o couro da classe média.

ENEM 2010

KIM JONG-DILMA

Como explicar esse umbigo???