sexta-feira, 29 de outubro de 2010

Tá chegando a hora de votar....

O cérebro do roubo ao cofre

Com passado pouco conhecido,
a ministra envolveu-se em ações
espetaculares da guerrilha
Alexandre Oltramari
 
Antonio Milena
A ficha nos arquivos militares de Dilma Rousseff, hoje ministra das Minas e Energia: só em 1969, ela organizou três ações de roubo de armamentos em unidades do Exército no Rio de Janeiro


No atual governo, há dois ex-guerrilheiros com posto de ministro de Estado. Um é o ex-presidente do PT, José Dirceu, ministro da Casa Civil, cuja trajetória política é bastante conhecida. Foi preso pelo regime militar, recebeu treinamento de guerrilha em Cuba e, antes de voltar às escondidas para o Brasil, submeteu-se a uma cirurgia plástica no rosto para despistar a polícia. O outro integrante do primeiro escalão com passagem pela guerrilha contra a ditadura militar é a ministra Dilma Rousseff, das Minas e Energia — mulher de fala pausada, mãos gesticuladoras, olhar austero e passado que poucos conhecem. Até agora, tudo o que se disse a respeito da ministra dava conta apenas de que combatera nas fileiras da Vanguarda Armada Revolucionária Palmares, a VAR-Palmares, um dos principais grupos armados da década de 60. Dilma Rousseff, no entanto, teve uma militância armada muito mais ativa e muito mais importante. Ela, ao contrário de José Dirceu, pegou em armas, foi duramente perseguida, presa e torturada e teve papel relevante numa das ações mais espetaculares da guerrilha urbana no Brasil — o célebre roubo do cofre do governador paulista Adhemar de Barros, que rendeu 2,5 milhões de dólares.
O assalto ao cofre ocorreu na tarde de 18 de julho de 1969, no Rio de Janeiro. Até então, fora "o maior golpe da história do terrorismo mundial", segundo informa o jornalista Elio Gaspari em seu livro A Ditadura Escancarada. Naquela tarde, a bordo de três veículos, um grupo formado por onze homens e duas mulheres, todos da VAR-Palmares, chegou à mansão do irmão de Ana Capriglioni, amante do governador, no bairro de Santa Teresa, no Rio. Quatro guerrilheiros ficaram em frente à casa. Nove entraram, renderam os empregados, cortaram as duas linhas telefônicas e dividiram-se: um grupo ficou vigiando os empregados e outro subiu ao quarto para chegar ao cofre. Pesava 350 quilos. Devia deslizar sobre uma prancha de madeira pela escadaria de mármore, mas acabou rolando escada abaixo. A ação durou 28 minutos e foi coordenada por Dilma Rousseff e Carlos Franklin Paixão de Araújo, que então comandava a guerrilha urbana da VAR-Palmares em todo o país e mais tarde se tornaria pai da única filha de Dilma. O casal planejou, monitorou e coordenou o assalto ao cofre de Adhemar de Barros. Dilma, no entanto, não teve participação física na ação. "Se tivesse tido, não teria nenhum problema em admitir", diz a ministra, com orgulho de seu passado de combatente.
"A Dilma era tão importante que não podia ir para a linha de frente. Ela tinha tanta informação que sua prisão colocaria em risco toda a organização. Era o cérebro da ação", diz o ex-sargento e ex-guerrilheiro Darcy Rodrigues, que adotava o codinome "Leo" e, em outra ação espetacular, ajudou o capitão Carlos Lamarca a roubar uma Kombi carregada de fuzis de dentro de um quartel do Exército, em Osasco, na região metropolitana de São Paulo. "Quem passava as orientações do comando nacional para a gente era ela." O ex-sargento conta que uma das funções de Dilma era indicar o tipo de armamento que deveria ser usado nas ações e informar onde poderia ser roubado. Só em 1969, ela organizou três ações de roubo de armas em unidades do Exército, no Rio. Quando foi presa, em janeiro de 1970, o promotor militar que preparou a acusação classificou-a com epítetos superlativos: "Joana D'Arc da guerrilha" e "papisa da subversão". Dilma passou três anos encarcerada em São Paulo e foi submetida aos suplícios da tortura.
 
Décio Bar
O capitão Carlos Lamarca, o maior mito da esquerda armada no Brasil, e Iara Iavelberg, com quem o capitão manteve um tórrido e tumultuado romance. Com Lamarca, Dilma Rousseff polemizou sobre os rumos da guerrilha, numa famosa reunião realizada em Teresópolis. Com Iara, ia à praia, falava de cinema, e tornaram-se confidentes
A atual ministra era tão temida que o Exército chegou a ordenar a transferência de um guerrilheiro preso em Belo Horizonte, o estudante Ângelo Pezzuti, temendo que Dilma conseguisse montar uma ação armada de invasão da prisão e libertação do companheiro. Durante o famoso encontro da cúpula da VAR-Palmares realizado em setembro de 1969, em Teresópolis, região serrana do Rio, Dilma Rousseff polemizou duramente com Carlos Lamarca, o maior mito da esquerda guerrilheira. Lamarca queria intensificar as ações de guerrilha rural, e Dilma achava que as operações armadas deveriam ser abrandadas, priorizando a mobilização de massas nas grandes cidades. Do encontro, produziu-se um racha. Dos 37 presentes, apenas sete acompanharam Lamarca. Ficaram com boa parte das armas da VAR-Palmares e metade da fortuna do cofre de Adhemar de Barros. Os demais concordaram com a posição de Dilma Rousseff.
A divergência com Carlos Lamarca não impediu Dilma de manter uma sólida amizade com a guerrilheira Iara Iavelberg, musa da esquerda nos anos 60, com quem o capitão manteve um tórrido e tumultuado romance. Dilma chegou a hospedá-la em seu apartamento, no Rio. Juntas, iam à praia, falavam de cinema, tornaram-se confidentes. Nos três anos que passou na cadeia, seu nome chegou a aparecer em listas de guerrilheiros a ser soltos em troca da libertação de autoridades seqüestradas — mas a ação que renderia sua liberdade foi malsucedida. Aos 55 anos, recentemente separada de Carlos Franklin de Araújo, Dilma Rousseff não lembra a guerrilheira radical de trinta anos atrás, embora exiba a mesma firmeza. "Ela é uma mulher suave e determinada", diz a jornalista Judith Patarra, autora do livro Iara, que conta a trajetória de Iara Iavelberg (1944-1971). "Quando a vi na televisão, percebi que Dilma continua a mesma. É uma mulher espetacular e será uma sargentona no governo. Ela não é mulher de meio-tom", resume o ex-companheiro de guerrilha Darcy Rodrigues.

Com reportagem de Luís Henrique Amaral
 

Eita,porra...que baque horrive....!!!!!

Ria...enquanto pode...porque se Dilmastein ganhar...Fu%#* !!!!!

Entrevista de Emprego
- Seu nome?
- Moisés Lima.
- Escolaridade?
- Terceiro grau completo!
- Vamos começar com perguntas simples, conhecimentos gerais, história, geografia, ciências, personalidades.
- Quem foi Stalin?
- Um cara que cantava estalando os dedos.
- E Lênin?
- Tocava nos Beatles.
- O senhor não quer dizer Lennon?
- Esse fazia dupla com a Lilian.
- Ah… Leno!
- Não… Cantano.
- Vamos mudar de assunto. O que é equação?
- É a arte de montar uma égua.
- E equitação?
- É quando a gente paga todas a nossas dívidas.
- O que é um quelônio?
- É um tipo de mineral radioativo.
- Não seria plutônio?
- Não… esse é o nome completo do cachorro do Mickey.
- O que é fotossíntese?
- Denominação técnica para um retratinho 3 x 4.
- O que é um símio?
- Um cara que nasceu na Símia.
- Na Símia? E qual é a capital da Símia?
- Nessa tu me pegou: não me lembro agora.
- Quem era Pancho Vila?
- Companheiro de Dom Caixote.
- O que é um caudilho?
- Um osso que tem na ponta da coluna e segundo os cientistas, comprova que o homem tinha rabo e descende do macaco.
- Onde fica a vesícula?
- Debaixo da clavícula.
- Onde ficam os glúteos e para que servem?
- Ficam na garganta e servem para engolir.
- Onde fica o baço?
- Não é baço. É braço. São dois e ficam antes das mãos.
- Para que servem as fibras óticas?
- Para movimentar os olhos.
- Onde fica o Triângulo das Bermudas?
- Qualquer costureira sabe: entre o cós e o gavião.
- Quem descobriu a Lei da Gravidade?
- Um médico ginecologista francês, o Dr.Jeckyl.
- Putz! E quem foi Sócrates?
- Sócrates? Jogou na seleção. Tá vendo? Também conheço futebol; não é por ser curintiano que tenho que ser ingnorante!


Parece um caboquim que deixou um curriculum aqui na Drogaria e tava lá na opção cargo pretendido: funcionário...!!!! .Ainda bem que não  era o de patrão...!!!!


Largado...o melhor...sempre.

domingo, 24 de outubro de 2010

História do PT

UM RESGATE DA HISTÓRIA DO PT
1985 - O PT é contra a eleição de Tancredo Neves e expulsa os deputados que votaram nele.
1988 - O PT vota contra a Nova Constituição que mudou o rumo do Brasil.
1989 - O PT defende o não pagamento da dívida brasileira, o que transformaria o Brasil num caloteiro mundial.
1993 - Itamar Franco convoca todos os partidos para um governo de coalizão pelo bem do país. O PT foi contra e não participou.
1994 - O PT vota contra o Plano Real e diz que a medida é eleitoreira.
1996 - O PT vota contra a reeleição. Hoje defende.
1998 - O PT vota contra a privatização da telefonia, medida que hoje nos permite ter acesso a internet e mais de 150 milhões de linhas telefônicas.
1999 - O PT vota contra a adoção do câmbio flutuante.
1999 - O PT vota contra a adoção das metas de inflação.
2000 - O PT luta ferozmente contra a criação da Lei de Responsabilidade Fiscal, que obriga os governantes a gastarem apenas o que arrecadarem, ou seja, o óbvio que não era feito no Brasil.
2001 - O PT vota contra a criação dos programas sociais no governo Fernando Henrique: Bolsa Escola, Vale Alimentação, Vale Gás, PETI e outras bolsas, que hoje são classificadas como esmolas eleitoreiras e insuficientes.
Quase toda atual estrutura sócio-econômica do Brasil foi construída no período listado acima. O PT foi contra tudo e contra todos. Hoje roubam todos os avanços que os outros partidos promoveram e posam como os únicos construtores de um país democrático e igualitário.
Já que o PT foi contra tudo e contra todos desde a sua fundação, fica uma pergunta para que os leitores respondam: em 8 anos de governo, quais as reformas que o PT promoveu no Brasil para mudar o que os seus antecessores deixaram?
 por  Karla Meira - leitora do blog do Reinaldo

O Sujo falando do Mal Lavado...mas tudo bem !!!!

Edir Macedo, o dono da Igreja Universal do Reino de Deus e da Rede Record — ele é, portanto, um concessionário de serviço público — já declarou apoio à candidata do PT, Dilma Rousseff. Resolveu, em sua pagina pessoal, atacar o pastor Silas Malafaia, da Assembléia de Deus, por ter declarado apoio a José Serra, sugerindo que este teria sido movido por interesses inconfessáveis. Bem, Malafaia, concorde-se ou não com ele, é um orador muito contundente. E passa em Macedo a maior descompostura que já vi, seja no terreno propriamente religioso, seja no político-empresarial.

O dono da Universal da Record, acreditem, reproduz em sua página as acusações abjetas feitas a Mônica Serra. Esse é o “jogo limpo” deles. Alguém vai mobilizar o TSE e a Polícia Federal? A resposta de Malafaia segue em dois vídeos:

Na primeira parte, ele desmoraliza Edir Macedo com passagens bíblicas que condenam o aborto. Algumas frases:
“A marca do falso profeta é a mentira”.
“Até o tolo, quando se cala, se passa por sábio. Edir Macedo perdeu uma oportunidade fenomenal de ficar calado”
“Você Macedo, é o único pastor do mundo que apóia o aborto”.
“Eu tenho pena de você porque você, teologicamente, é tão ignorante… Você não conhece a Bíblia (…) Você está precisando ler a Bíblia”



Na segunda parte, quem apanha mais é o “empresário” Edir Macedo:

“VOCÊ FOI COMPRADO, MACEDO!”
“Você não pode botar a mão na Bíblia e dizer que não foi comprado porque a sua emissora recebe milhões do governo. Você foi comprado para defender Dilma. E a tua emissora é uma emissora chapa-branca, com um jornalismo tendencioso, e não é independente como as outras”.

MACEDO JÁ CHAMOU LULA DE DIABO
“Agora eu vou dizer quem é que muda” - (ENTRA UMA VOZ EM OFF) “Na eleição entre Lula e Collor, Macedo chegou a uma de suas igrejas, abriu o seu paletó e mostrou uma camiseta com a inscrição ‘Collor’ e afirmou: ‘Lula é o diabo’, satanizando o PT”.

“VOCÊ TEM GANÂNCIA, MACEDO!”
“Você perdeu o fogo. Você tem ganância de poder, ganância econômica e ganância religiosa. (…) Você perdeu a noção do Evangelho. “

“A SUA TV, MACEDO, PROMOVE A PROSTITUIÇÃO; É UM LIXO MORAL”
“Você, Macedo, tem gasto bilhões, dízimo e ofertas do povo de Deus, que você tem injetado na sua TV para promover prostituição, adultério, homossexualismo, sensualidade, assassinato, roubo. A sua TV é um lixo moral”

“VOCÊ, MACEDO, PRATICA CONCORRÊNCIA DESLEAL”
“Você pratica uma concorrência desleal com as outras emissoras. Porque a Globo, o SBT, a Band, a RedeTV e a CNT não têm dinheiro de Igreja para se financiar”



Por Reinaldo Azevedo

sábado, 23 de outubro de 2010

Fantasma de Celso Daniel assombra homem forte do Governo LuLLa: PT e Gilberto Carvalho viram réus em ação sobre propina em Santo André.

* Chefe de Gabinete de Lula transportava dinheiro da quadrilha, diz denúncia aceita pela Justiça

* Segundo denúncia aceita, Carvalho entregava dinheiro da propina para José Dirceu

* PT e Carvalho agora são réus junto com Sérgio Sombra, acusado de ter matado o prefeito

Leiam o que informam Ana Paula Scinocca e Leandro Colon, no Estadão. Comento no post abaixo:
Uma decisão da Justiça traz de volta um fantasma que acompanha o PT e transforma em réu o partido e o chefe de gabinete do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Gilberto Carvalho. O assessor e o PT viraram réus num processo em que são acusados de participar de uma quadrilha que cobrava propina de empresas de transporte na Prefeitura de Santo André para desviar R$ 5,3 milhões dos cofres públicos. O esquema seria o precursor do mensalão petista no governo federal.
Na segunda-feira, a Justiça tomou uma decisão que abre de vez o processo contra os envolvidos. A juíza Ana Lúcia Xavier Goldman negou recursos protelatórios e confirmou despacho em que aceita denúncia contra Carvalho, o próprio partido, outras cinco pessoas e uma empresa. A juíza entendeu, no primeiro despacho, em 23 de julho deste ano, que há elementos suficientes para processá-los por terem, segundo a denúncia, montado um esquema de corrupção para abastecer o PT. “Há indícios bastantes que autorizam a apuração da verdade dos fatos por meio da ação de improbidade administrativa”, disse.
O Estado esteve no Fórum de Santo André na quinta-feira para ler o processo e a decisão de segunda-feira. A Justiça local já enviou para a comarca de Brasília a citação do chefe de gabinete de Lula para informá-lo de que virou réu. No documento, a Justiça pede que Carvalho receba o aviso em sua casa ou no “gabinete pessoal da Presidência da República”. O Ministério Público quer que o petista e os demais acusados devolvam os recursos desviados e sejam condenados à perda dos direitos políticos por até dez anos.
A decisão judicial em acolher a denúncia foi celebrada ontem pelos promotores do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) da região do ABC, responsáveis pela investigação. “Ao receber a denúncia, a Justiça reconhece que há indícios para que a ação corra de verdade. É um caminho importante para resgatarmos o dinheiro desviado”, disse ao Estado a promotora Eliana Vendramini. Ela destaca que a Justiça decidiu aceitar a denúncia depois de ouvir a defesa de todos os acusados nos últimos três anos.
Segundo a ação, o assessor de Lula transportava a propina para o comando do PT quando era secretário de governo do então prefeito de Santo André, Celso Daniel, assassinado em janeiro de 2002. “Ele concorreu de qualquer maneira para a prática dos atos de improbidade administrativa na medida em que transportava o dinheiro (propina) arrecadado em Santo André para o Partido dos Trabalhadores”, diz a denúncia aceita pela Justiça. De acordo com a investigação, os recursos eram entregues ao então presidente do PT, José Dirceu.
Sombra
Apontado pelo Ministério Público como mandante do assassinato de Daniel, o ex-segurança Sérgio Gomes da Silva, o Sombra, é companheiro de Carvalho na relação de réus. Somam-se ao grupo o ex-secretário de Transportes Klinger Luiz de Oliveira Souza, o empresário Ronan Maria Pinto, entre outros. “O valor arrecadado era encaminhado por Ronan ao requerido Sérgio e chegava, em parte, nas mãos de Gilberto Carvalho, que se incumbia de transportar os valores para o Partido dos Trabalhadores”, afirma a denúncia. “A responsabilidade de Klinger e Gilberto Carvalho decorre da sua participação efetiva na quadrilha e na destinação final dos recursos.” O dinheiro, aponta a investigação, serviu para financiar campanhas municipais, regionais e nacionais do PT. Por isso, o partido também responderá ao processo como réu.
 



Escondido mas com o rabo de fora

A família Daniel tem certeza de que o assassinato de Celso está ligado ao esquema de propina que funcionava na Prefeitura para carrear dinheiro para o PT. O modelo é considerado uma espécie de software original, adaptado, depois, a outras cidades e outras esferas da administração a que o partido chegou — inclusive a federal.
A ar de santarrão de Carvalho, de quem se ouvirá falar muito nesta semana e nos próximos dias, engana. Ele não é só um rapaz manso, que sabe fazer o “Pelo Sinal”. É uma figura graduada na hierarquia do PT e elo mais forte que liga a administração ao partido. É tão importante que Lula chegou a pensar nele para presidir a legenda. Concluiu depois que não poderia abrir mão de sua colaboração no governo.
Carvalho conhece os subterrâneos no Palácio, onde se move de modo ágil e solerte. Na TV, a campanha de Dilma diz que Serra é “um gato escondido com o rabo de fora”. Certo! Já que os petistas escolheram a política como zoologia, se tucano é gato, petista só pode ser rato. Assim, seguindo a lógica escolhida pelos próprios petistas, Carvalho é, então, um rato escondido com o rabo de fora.
Não faz tempo, o Palácio do Planalto se envolveu numa tramóia para tentar jogar nas costas do senador Marconi Perillo (PSDB), que disputa o segundo turno do governo de Goiás, uma certa conta secreta no exterior. Descobriu-se depois que era tudo picaretagem. A conta nem existia. A caudinha — ainda para ficar na metáfora escolhida pelo próprio PT — de carvalho apareceu na história.
A denúncia aceita pela Justiça endossa a versão de João Francisco e de Bruno, irmãos de Celso Daniel. Eles afirmam que Gilberto Carvalho, que era o homem forte de Celso na Prefeitura de Santo André, sabia do esquema de propina. João Francisco chegou a afirmar em depoimento à Justiça ter ouvido do próprio Carvalho que era ele quem entregava o dinheiro a José Dirceu. Carvalho e Dirceu negam.
A família Daniel no exílio
João Francisco nunca foi petista. Ao contrário: sempre foi adversário do partido em Santo André. Bruno e sua mulher, Marilena Nakano, no entanto, eram filiados ao PT e não podem ser acusados de antipetismo congênito. Ela, um quadro do partido, chegou a ser secretária de Cultura no primeiro dos três mandatos de Celso, com quem havia militado no MEP (Movimento de Emancipação do Proletariado). Irmã de Maria Nakano, mulher do lendário sociólogo Herbert de Souza, o Betinho, Marilena era uma figura respeitada na esquerda.
Ocorre que a família Daniel não aceitou a versão oficial para a morte de Celso. A releitura das reportagens daquele período, com efeito, chega a estarrecer. E passou a se movimentar para, como dizia, cobrar lisura nas apurações. Ameaçados de morte, os irmãos Daniel e suas respectivas famílias tiveram de deixar o país. João Francisco se mudou para a Itália, e Bruno, Marilena e os filhos são hoje os únicos brasileiros oficialmente reconhecidos pelo governo da França como “exilados”. Abaixo, trecho do vídeo que Bruno Daniel gravou, pelo Skype, para o Manifesto em Defesa da Democracia. Ele conta parte da história.



E só complementando, vejam esse vídeo:



Por Reinaldo Azevedo

E se a Arca de Noé tivesse que ser construida no Brasil ???

Um dia, o Senhor chamou Noé que morava no Brasil e ordenou-lhe:
- Dentro de 6 meses, farei chover ininterruptamente durante 40 dias e 40 noites, até que o Brasil seja coberto pelas águas. Os maus serão destruídos, mas quero salvar os justos e um casal de cada espécie animal. Vai e constrói uma arca de madeira.
No tempo certo, os trovões deram o aviso e os relâmpagos cruzaram o céu.
Noé chorava, ajoelhado no quintal de sua casa, quando ouviu a voz do Senhor soar furiosa, entre as nuvens:
- Onde está a arca, Noé?
- Perdoe-me, Senhor suplicou o homem. Fiz o que pude, mas encontrei dificuldades imensas:
Primeiro tentei obter uma licença da Prefeitura, mas para isto, além das altas taxas para obter o alvará, me pediram ainda uma contribuição para a campanha para eleição do prefeito.
Precisando de dinheiro, fui aos bancos e não consegui empréstimo, mesmo aceitando aquelas taxas de juros…
O Corpo de Bombeiros exigiu um sistema de prevenção de incêndio, mas consegui contornar, subornando um funcionário.
Começaram então os problemas com o IBAMAe a FEPAM para a extração da madeira.
Eu disse que eram ordens SUAS, mas eles só queriam saber se eu tinha um “Projeto de Reflorestamento ” e um tal de “Plano de Manejo “.
Neste meio tempo ELES descobriram também uns casais de animais guardados em meu quintal..
Além da pesada multa, o fiscal falou em “Prisão Inafiançável ” e eu acabei tendo que matar o fiscal, porque, para este crime, a lei é mais branda.
Quando resolvi começar a obra, na raça,apareceu o CREA e me multou porque eu não tinha um Engenheiro Naval responsável pela construção.
Depois apareceu o Sindicato exigindo que eu contratasse seus marceneiros com garantia de emprego por um ano.
Veio em seguida a Receita Federal, falando em ” sinais exteriores de riqueza ” e também me multou.
Finalmente, quando a Secretaria Municipal do Meio Ambiente pediu o ” Relatório de Impacto Ambiental ” sobre a zona a ser inundada, mostrei o mapa do Brasil.
Aí, quiseram me internar num Hospital Psiquiátrico!
Sorte que o INSS estava de greve…
Noé terminou o relato chorando, mas notando que o céu clareava, perguntou:
- Senhor, então não irás mais destruir o Brasil?
- Não! - respondeu a Voz entre as nuvens
- Pelo que ouvi de ti, Noé, cheguei tarde! O governo já se encarregou de fazer isso!


Emprestado do Largado...

Pague o aluguel !!!! Digo, dízimo !!!!

Chegou Sábado....

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Viu ????? - O negócio é foda !!!!!


“Contribua de acordo com a tua RENDA, para que Deus não torne tua renda segundo sua CONTRIBUIÇÃO.”

Via:www.bobagento.com

quinta-feira, 21 de outubro de 2010

E agora, Rooney !!????

Em faixa no Old Trafford, fãs comparam decisão do jogador de deixar o clube com a traição à esposa: 'Quem é a puta da vez,Wayne? - e continua: Ela o perdoou. Nós não iremos perdoá-lo'

Enquanto isso aqui em Goiás....



Alegando estar sob censura, o jornalista e apresentador de TV, Paulo Beringhs, interrompeu uma entrevista que fazia ao vivo, ontem à noite pela TV Brasil Central, e pediu demissão no ar. Segundo ele, a decisão foi tomada por causa de pressão política nos bastidores.

A estação de TV pertence ao governo de Goiás, comandado por Alcides Rodrigues (PP) e coligado na disputa sucessória com o PMDB e o PT. Nos bastidores, afirmou o jornalista, havia uma ordem para não entrevistar o candidato tucano Marconi Perillo. Ele discordou e denunciou ao vivo a determinação.

"Nós estamos sob intervenção, o nosso jornalismo passa a não ter liberdade como a gente teve até agora, o que é uma coisa que eu lamento muito", disse Beringhs, com 46 anos de profissão. O entrevistado da noite era o senador Demóstenes Torres (DEM), que disse ter ficado perplexo não com o pedido de demissão, mas com o que considerou "uma mordaça".

O anúncio de Paulo Beringhs está no site YouTube e na rede de microblogs Twitter. "Eu lamento demais esta postura do senhor Jorcelino Braga (ex-secretário da Fazenda) e do grupo de Iris Rezende, que tem tradição em censurar a imprensa", disse no vídeo.

Fonte:epocanegocios.globo.com

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

O excesso de José Dirceu...

“No fim, Dirceu voltou a tratar da imprensa. Ele antecipou que pretende dizer o seguinte, quando Dilma estiver eleita: ‘Ó, não adiantou nada. Estamos aqui mais quatro anos’. Dirceu está certo. Ó, não adiantou nada”

O problema do Brasil é o excesso de liberdade da imprensa. Quem disse isso, em outras palavras, durante um encontro com sindicalistas baianos, foi José Dirceu. Eu digo o contrário. Eu digo que o problema do Brasil é o excesso de liberdade de José Dirceu.
Duas semanas atrás, em sua página no Twitter, Indio da Costa publicou uma fotografia que resume perfeitamente o excesso de liberdade de José Dirceu. Ele está no Rio de Janeiro, na pista do Aeroporto Santos Dumont, embarcando num jato particular, um Citation 10 com o prefixo PT-XIB. O excesso de liberdade da imprensa permite indagar quem sustenta o excesso de liberdade de José Dirceu.
O plano de José Dirceu para eliminar o problema do excesso de liberdade da imprensa tem duas partes. A primeira parte é a montagem de um sistema estatal que controle a atividade das empresas jornalísticas e que puna qualquer tentativa de fazer aquilo que ele chamou de “abuso do poder de informar”. Isso mesmo: Conselho Federal de Jornalismo. Isso mesmo: Ancinav. Isso mesmo: Confecom.
A segunda parte do plano de José Dirceu é aliar-se a empresários do setor da imprensa exatamente como o PT se aliou a José Sarney e a Renan Calheiros no Congresso Nacional. “O momento histórico que estamos vivendo”, segundo José Dirceu, é ruim para o “movimento socialista internacional”. Por isso, em vez de tentar fazer seu próprio jornal, o PT deve continuar negociando com alguns grandes grupos. Na prática, isso significa garantir o excesso de liberdade do bispo Edir Macedo e da Rede Record.
No mesmo encontro em que apresentou seu plano para eliminar o excesso de liberdade da imprensa, José Dirceu apresentou também seu plano para a reforma política. De acordo com ele, é necessário duplicar ou triplicar imediatamente a quantidade de dinheiro público destinada aos partidos. Ele advertiu que, sem esse dinheiro, o PT prosseguirá com suas práticas de “caixa dois, corrupção, nomeação dirigida, licitação dirigida, emenda dirigida, superfaturamento e tráfico de influência”.
José Dirceu disse que, no poder, o PT valorizou o servidor público. Claro que é verdade: o filho de Erenice Guerra valorizou-se, o outro filho de Erenice Guerra valorizou-se, o irmão de Erenice Guerra valorizou-se, a irmã de Erenice Guerra valorizou-se. José Dirceu falou até sobre a saúde de Dilma Rousseff, desmentindo o que ela própria diz sobre o assunto: “Ela passou por um câncer. E sente muito isso ainda”.
No fim de seu encontro com os sindicalistas baianos, José Dirceu voltou a tratar da imprensa. Ele antecipou que pretende dizer o seguinte, quando Dilma Rousseff estiver eleita: “Ó, não adiantou nada. Estamos aqui mais quatro anos”.
José Dirceu está certo. Ó, não adiantou nada.
Por Diogo Mainardi...QUER LER MAIS ???
http://veja.abril.com.br/blog/mainardi/

Ladrãozinho sem vergonha....é daqueles sem conserto !!!!

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Borat Roussef...

“O pai de Dilma Rousseff nasceu em Gabrovo, na Bulgária. O vilarejo romeno de Glod está localizado ali perto. Foi em Glod que Sacha Baron Cohen filmou Borat”
Se Borat tem o potássio, Dilma Rousseff tem o pré-sal. Um é igual ao outro. Da mesma maneira que Dilma Rousseff louva nossas reservas de petróleo do pré-sal, Borat louva as reservas de potássio de seu país. Para estimular o sentimento nacionalista do eleitorado, Dilma Rousseff pode até tentar adaptar o hino de Borat:
O Brasil é um país glorioso!
É o exportador número um do pré-sal.
O resto da América do Sul tem um pré-sal inferior
O pai de Dilma Rousseff nasceu em Gabrovo, na Bulgária. O vilarejo romeno de Glod está localizado ali perto. Foi em Glod que Sacha Baron Cohen filmou Borat. Se o pai de Dilma Rousseff tivesse permanecido na Bulgária, a atual candidata a presidente do Brasil, com um tantinho de sorte, poderia ter sido uma das protagonistas do filme, exatamente como Spiridom Ciorebea.
Spiridom Ciorebea é um dos moradores de Glod. Sacha Baron Cohen escalou-o para o papel de Livamuka Sakonov, o aborteiro do vilarejo de Borat. Spiridom Ciorebea acabou processando os autores do filme. Assim como Dilma Rousseff, ele recusou-se a aceitar que o caracterizassem como um fautor do aborto. Assim como Dilma Rousseff, ele foi desmentido publicamente e perdeu o processo.
Borat é sempre acompanhado por Azamat Bagatov, seu produtor, que foi treinado no Ministério da Propaganda soviético. Dilma Rousseff é sempre acompanhada por José Eduardo Dutra, presidente do PT. Recentemente, José Eduardo Dutra disse que o debate sobre o aborto pertence à Idade Média. O que pertence à modernidade, para o PT, é a Casa Civil de Erenice Guerra e de seu filho Israel.
Israel? Borat, em sua viagem aos Estados Unidos, tenta comprar uma pistola para se proteger dos judeus. Impossibilitado de comprar uma pistola, resolve comprar um urso. O urso de Dilma Rousseff é Mahmoud Ahmadinejad, o ditador iraniano que prometeu resolver o problema dos judeus, riscando Israel do mapa.
Na hierarquia de Borat, Deus ocupa o primeiro lugar. Depois: o homem, o cavalo, o cachorro, a mulher, o rato e o inseto. Na hierarquia de Dilma Rousseff, Deus era um retardatário, mas durante a campanha eleitoral Ele foi empurrado rapidamente para a frente, ultrapassando até mesmo o inseto e o rato.
Borat abandona a mulher e os filhos em seu vilarejo e, depois de tentar raptar a playmate Pamela Anderson, arruma outra mulher nos Estados Unidos. Nesse ponto, seu caso é semelhante ao do pai de Dilma Rousseff. Quando saiu de Gabrovo, ele abandonou sua mulher, grávida de oito meses, e casou-se novamente no Brasil.
Dilma Rousseff conta com o apoio de Oscar Niemeyer, Chico Buarque e Fernando Morais. Borat, por sua vez, conta com o apoio de Urkin, o estuprador de seu vilarejo.
O Brasil é um país glorioso! Borat para presidente!
Por Diogo Mainardi
Quer saber mais????
http://veja.abril.com.br/blog/mainardi/

domingo, 17 de outubro de 2010

sexta-feira, 15 de outubro de 2010

Tem alguma coisa errada...será com eles ???!!!



Até hoje não consegui entender como se gasta uma fortuna prá ser eleito,se depois somados todos os salários do período,o candidato terá prejuizo !!!! Será um abnegado, que se sacrifica em prol do povo?? ( ENTÃO PORQUE NÃO PEGA LOGO ESSA GRANA E DOA DE UMA VEZ???)

Pela primeira vez,LuLLA tá certo !!!!

quinta-feira, 14 de outubro de 2010

FHC desafia LuLLa para um encontro "cara a cara" após as eleições !!!!

Por Catia Seabra, na Folha:
 
Principal alvo de críticas do PT no programa eleitoral, o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso desafiou nesta quinta-feira o presidente Luiz Inácio Lula da Silva para uma conversa “cara a cara”, quando o petista “puser o pijama”.
Dizendo-se vítima de mentiras, FHC disse que Lula foi mesquinho ao não reconhecer o legado do PSDB e assumir a paternidade da estabilidade da moeda.
“Estou calado há muitos anos ouvindo. Agora, quando o presidente Lula vier, como todo candidato democrata eleito, de novo, perder a pompa toda, perder o monopólio da verdade, está desafiado a conversar comigo em qualquer lugar do Brasil. No PT que seja”, discursou FHC.
Segundo FHC, não é para enumerar as ações de cada governo. “É para ter firmeza, olhando cara a cara do outro, ver dizer as coisas que diz fora do outro. Quero ver o presidente Lula que votou contra o Real, que fez o PT votar contra o Real, dizer que estabilizou o Brasil. Ele não precisa disso. Para que ser tão mesquinho? É isso que eu quero perguntar a ele. ‘Lula, por que isso, rapaz?’ Você pegou uma boa herança, usou. O Serra vai pegar as duas heranças”.
Em discurso a integrantes do PSDB, FHC chamou a petista Dilma Rousseff de duas caras e negou que tenha pregado a privatização da Petrobras, como a candidata acusou no debate da Band:
‘Agora, vêm falar que eu queria privatizar a Petrobras. Quem é esse Gabrielli para falar isso comigo, meu Deus? Fui presidente da República. Ele tem que me respeitar”, afirmou FHC, dizendo que foi processado por ter defendido a Petrobras.
“Perdi uma cátedra”.
Ao falar das acusações do PT, FHC disse que os adversários “estão muito nervosos” por causa do segundo turno. “Caíram da cadeira. Nunca imaginaram que iriam ao segundo turno. O Lula sempre foi para o segundo turno. Por que a Dilma não iria? Só que agora ela vai às cordas com o nosso voto”.
No evento organizado pelo PSDB de São Paulo –mas sem a presença de Serra– FHC acusou o PT de uso político da máquina pública, Mais uma vez, disse que não passou a mão na cabeça de aliados, de “aloprados”.
“Não queremos um Brasil de preguiçosos. Não queremos um Brasil de amigos do rei. Não queremos um Brasil de companheiras Erenice”., discursou FHC, que encerrou o discurso propondo um debate com Lula.
Tomando o cuidado de afirmar que o pijama seria transitório, FHC sugeriu uma conversa entre os dois, a exemplo das visitas que fazia a Lula em São Bernardo do Campo.
“Presidente Lula, terminadas as eleições, quando você puser o pijama, não sei o que vai por, o que vai fazer, será bem recebido. Venha ao meu instituto. Vamos conversar cara a cara [...] “Agora de pijama, venha lá. Venha lá. Vamos conversar. Você fez muita coisa boa, mas não precisava ser tão mesquinho, rapaz. Isso diminui você. Não precisa. O Brasil é de todos nós”.

Por Reinaldo Azevedo

Marcelo Madureira desce o cacete no LuLLa

segunda-feira, 11 de outubro de 2010

Pesquisa desmacara a farsa montada por petistas.Ou:o problema é a mentira !!!

Desde que o PT começou a gritaria de que estaria sendo vítima de uma grande conspiração de caráter fundamentalista movida pela oposição, afirmei que tudo não passava de um truque. Vocês sabem disso. No dia 6, escrevi o texto ABORTO OU ERENICE? ALGUMAS CONSIDERAÇÕES SOBRE IMPRENSA. OU: “É O JORNALISMO, IDIOTA!”. Eu e FHC, que nunca disse aquela infâmia que lhe atribuíram, gostamos que lembrem o que escrevemos. O que é o DataTioRei havia apurado desde sempre? Isto, que segue no texto cujo link vai acima:
“Ainda que o Datafolha (…) chegue à conclusão de que isso [mudança de humor de parcela do eleitorado] foi obra de padres e pastores, eu continuarei fiel à minha convicção de que os brasileiros podem querer um pouco mais do que comer torresmo, salsicha e ovo colorido baratos no boteco da esquina. Ainda que o debate sobre o aborto tenha contribuído para tirar votos de Dilma Rousseff, ele entra como fator multiplicador de desgaste - ou como divisor de prestígio - numa base que vinha abalada por uma sucessão de escândalos.”
A comprovada dubiedade de Dilma sobre o aborto pode, entendo, no máximo, convidar uma parte do eleitorado a flertar com a evidência de que a figura imaculada, inventada por Lula e pela marquetagem, não corresponde à realidade - porque jamais corresponde, em qualquer caso. E isso “é jornalismo, idiota!”
Como vocês vêem, este nosso bloguinho sabe por onde caminha. A manchete da Folha desta segunda é esta: “Caso Erenice tirou mais votos de Dilma do que igrejas”. A grande conspiração, para começo de conversa, nunca existiu: não chega a um 1%, segundo pesquisa Datafolha, os que dizem ter mudado seu voto por determinação de alguma igreja — só 3% teriam recebido essa orientação. Era o que eu imaginava.
Sei que muita gente não entende isto, mas o fato é que há muitos eleitores que, mesmo aprovando o governo, não aprovam patifaria, entenderam? Entre os que votaram em Marina, por exemplo, 7% dizem ter deixado de votar em Dilma por conta do caso Erenice, que continua a render frutos novos porque ela era frondosa e prolífica. Só nesse caso, Dilma pode ter perdido 1,4 milhão de eleitores.
Informa a Folha:
“Segundo pesquisa Datafolha realizada na última sexta, cerca de 6% dos eleitores mudaram seu voto, considerando tanto Dilma quanto José Serra (PSDB), por conta dos casos que marcaram a reta final do primeiro turno. Desse total, Dilma perdeu cerca de quatro pontos percentuais entre o total de eleitores. Aproximadamente 75% das perdas ocorreram por conta dos escândalos recentes no governo. O restante, por questões relacionadas à religião- não exclusivamente envolvendo a posição da candidata sobre o aborto. Já Serra perdeu dois pontos percentuais. Tanto pelo caso de quebra de sigilo de tucanos quanto pelo caso Erenice.”
Dilma, pois, não logrou o intento de se eleger no primeiro não em razão de alguma conspiração de pessoas perversas, como ela sugeriu ontem no debate da Band, mas por conta dos amigos que levou para o governo e do padrão ético da turma que comandava a Casa Civil, inclusive quando ela era ministra.
A corrosão pode ter demorado um tanto, mas veio. O PT acusou o golpe. E decidiu, então, inventar uma tramóia religiosa. Ao fazê-lo, tornou maior a questão — em boa parte, por intolerância. As igrejas sempre se manifestam em períodos eleitorais. E têm o direito de dar orientação a seus fiéis, ora essa! Os petistas, no entanto, não suportam esse comportamento se a orientação for contrária a seus interesses. Vá perguntar se Dilma recusou o apoio de um patriota como Edir Macedo, o dono da Igreja Universal do Reino de Deus e da Rede Record.
Gaspari pode sossegar o pito porque eu estava certo, e ele, errado. É bom começar a procurar outros motivos para a dificuldade eleitoral que Dilma enfrenta, o que não quer dizer que a questão religiosa não possa, inclusive, crescer. E muito por obra do PT. Afinal, uma coisa era a informação, que nunca foi mentirosa, de que ela era favorável à descriminação do aborto. Outra, mais séria, é a suspeita de que ela mente para o eleitorado para tentar se eleger, escondendo o que de fato pensa. Foi o próprio PT quem decidiu esquentar o tema, e ele acabou virando um “botão quente” da eleição. Os petistas mobilizaram a sua gigantesca máquina, na imprensa inclusive, para tentar tratar como “boato” o que sempre foi um fato.
O que interessa
Nesse caso, menos do que pensar isso ou aquilo sobre o aborto, pesa a suspeita de que a candidata pode “pensar” qualquer coisa para se eleger. E olhem que não faltam contradições se a oposição quiser confrontar Dilma com Dilma.
No dia 26 de junho, escrevi aqui o post DILMA: NUM DIA, OS SOCIALISTAS; NO OUTRO, AS SOCIALITES. OU: ELA JÁ METEU O BONÉ DO MST NA CABEÇA. Por quê? No dia 24 de junho, em visita à cidade mineira de Uberlândia, Dilma concedeu uma entrevista a uma rádio, deitou falação contra as invasões de terras e disse não endossar as ações ilegais do MST. Foi muito direta mesmo:
“Quero dizer que sou contra qualquer ilegalidade cometida pelo Movimento dos Sem Terra ou qualquer outro movimento. Acho que ninguém que governe um país, um estado ou um município pode ser complacente com a ilegalidade. Invasão de terra, invasão de campo de pesquisa, invasão de prédio público é ilegalidade. E ilegalidade não é permitido (sic), e ninguém pode permitir que ocorra”.
Por que aquele discurso? Ora, ela falava numa região que tem uma forte presença do agronegócio e que sofre com o banditismo promovido pelo MST. Dilma, afinal, pensa como Dilma ou pensa como Kátia Abreu? Ela respondeu à indagação menos de 24 horas depois. No dia seguinte, na quinta, compareceu à convenção estadual do PT do Sergipe — estado em que fez carreira o presidente do PT, José Eduardo Dutra — e meteu o boné do MST na cabeça, como se vê nesta foto.

Antes, no dia 20 de abril, em entrevista à Rádio Jornal de Pernambuco — estado que tem a seção mais violenta do MST —, ela foi explicitamente indagada se meteria ou não o boné do movimento na cabeça. A candidata não hesitou:
“Acho que não é cabível vestir o boné do MST. Governo é governo, movimento social é movimento social”.
Um dia depois de discursar em Uberlândia, não só a candidata petista se submeteu ao ritual como fez o seu discurso com o adereço ideológico na cachola. Em si, ele não é nada. A questão é o que simboliza: desrespeito à lei, violência no campo, financiamento público de um movimento de caráter político.
Eles não têm nenhum receio de falar uma coisa num dia e o contrário no seguinte. Mentem, desmentem-se, enrolam, vão adaptando o discurso ao público a que falam. Depois de, na quinta, Dilma prestigiar os socialistas do Sergipe, na sexta, ela foi ao encontro de socialites na casa do empresário Abílio Diniz. Certamente se mostrou uma pessoa empenhada em defender o crescimento, a reforma tributária, a lei a ordem — e, naturalmente, a educação e as criancinhas, que são o futuro do país, como vocês sabem bem… A promessa do boné durou dois meses; a crítica às ilegalidades do MST não durou dois dias.
Será baixaria tocar nesse assunto também?

Por Reinaldo Azevedo

sábado, 9 de outubro de 2010

Vê se aprende JACK BAUER....hehehehe !!!!!!

Um Sábado Qualquer....

"Uma oração, obrigatóriamente deve ser sempre sem resposta. Se não fosse assim, não seria uma oração, e sim uma negociação comercial"

 

 

Como essa tira está muito piada interna mitológica, resolvi  explicar o contexto para as mulheres não acharem que sou um @edutestosterona. Além de didático, em minha opinião, é bem divertido.
O ser humano foi criado por Prometeu, um titã amigo de Zeus. Nem passado muito tempo, a famosa malandragem brasileira  resolveu aparecer. Os humanos fizeram uma oferenda ao senhor colocando uma gorda picanha no altar, porém, revestida de um couro bem feio e ao lado  uma grossa e apetitosa camada de gordura, porém, cheia de ossos por dentro. Zeus fez sua escolha achando que tinha se dado  bem. Quando descobriu a farsa, ficou furioso e retirou o fogo dos humanos. Prometeu não achou justo essa punição, por conta própria, pegou o fogo e o devolveu. Ao ficar sabendo da heresia de Prometeu, Zeus, enfurecido, criou a pior punição de todas: A mulher! Um fato que os homens comprovam até os tempos de hoje. (Falei isso só para apimentar os ânimos, não levem a sério meninas).
O problema é que o sacana colocou uma caixa em suas mãos dizendo “Não abra”. Olha que sacanagem! Imagina você passar toda sua vida segurando uma maldita caixa e não poder abrir. O que aconteceu no final dessa história é óbvio: A mulher abriu a porcaria da caixa e, de lá, saíram todos os males da humanidade.
Com o Deus Cristão não foi muito diferente, a mulher também foi a responsável pela expulsão do homem do Paraíso, e sofremos até hoje por causa disso. É fácil colocar a culpa nas mulheres quando quem cria essas histórias são homens, sendo Deuses ou não.
www.umsabadoqualquer.com...by Carlos Ruas.

sexta-feira, 8 de outubro de 2010

Marilena Chaui e Dalmo Dallari cometem ato ilegal na São Francisco...

Há coisas sobre as quais sinto certa vergonha até de escrever, embora “eles” não tenham vergonha de fazer.

Marilena Chaui e Dalmo Dallari comandam hoje um “Ato por Dilma presidente” na Sala dos Estudantes da Faculdade de Direito do Largo São Francisco - outros estarão presentes (já falo a respeito). É ilegal! O Artigo 73 da Lei 9504/97 (Lei Eleitoral) é claríssimo:

Art. 73. São proibidas aos agentes públicos, servidores ou não, as seguintes condutas tendentes a afetar a igualdade de oportunidades entre candidatos nos pleitos eleitorais:
I - ceder ou usar, em benefício de candidato, partido político ou coligação, bens móveis ou imóveis pertencentes à administração direta ou indireta da União, dos Estados, do Distrito Federal, dos Territórios e dos Municípios;

A “Sala dos Estudantes” se enquadra nessa categoria. A patuscada, se realizada no local, é escancaradamente ilegal. Quando é que o estado de direito começa a ir para o brejo? Quando professores de direito se juntam para, como é o caso, desrespeitar a lei. É um acinte! Uma vergonha! Antônio Magalhães Gomes Filho, diretor da faculdade, emitiu um comunicado lembrando que a direção não autorizou o uso da sala.

O mais surpreendente
No dia 22, Helio Bicudo e outros juristas lançaram o Manifesto em Defesa da Democracia, que já conta, diga-se, com mais de 78 mil assinaturas. Embora o fosse suprapartidário, os manifestantes não tiveram autorização para lançá-lo dentro da faculdade; tiveram de fazê-lo do lado de fora. Não puderam nem mesmo usar um microfone. Os presentes tiveram de repetir em coro os trechos lidos por Bicudo.

Lê-se no Manifesto em Defesa da Democracia:
“Acima dos políticos estão as instituições, pilares do regime democrático. Hoje, no Brasil, inconformados com a democracia representativa se organizam no governo para solapar o regime democrático.
É intolerável assistir ao uso de órgãos do Estado como extensão de um partido político, máquina de violação de sigilos e de agressão a direitos individuais.
É inaceitável que militantes partidários tenham convertido órgãos da administração direta, empresas estatais e fundos de pensão em centros de produção de dossiês contra adversários políticos.”

Pois bem: Dalmo de Abreu Dallari, um dos que convocam a manifestação ilegal desta sexta, resolveu fazer um contramanifesto - para o qual, diga-se de passagem, ninguém deu bola. Entre os signatários estavam os professores Salomão Shecaira, Gilberto Bercovici, Alysson Mascaro e Alessandro Octaviani, os mesmos que, como informa o panfleto da convocação, endossam a ilegalidade de hoje.

E quem é a sacerdotisa de Baco a comandar a festa? Marilena Chaui, a especialista em ética, aquela que usa Spinoza para justificar Delúbio Soares, Erenice Guerra e os menudos da Casa Civil.

Por Reinaldo Azevedo

Adendo: é como diz o Professor César Mantufas - da Universidade  Simon Bolivar do Equador :
"O VOTO POR SI SÓ NÃO É GARANTIA DE DEMOCRACIA , PAÍSES TOTALITÁRIOS E DITADURAS COMO A DE CUBA O PRATICAM , SIMPLESMENTE PARA TENTAR DAR LEGALIDADE ÀS SUAS ABERRAÇÕES.
A VERDADEIRA DEMOCRACIA E BASEADA NOS DIREITOS E DEVERES DE TODOS OS CIDADÃOS E NO RESPEITO ÀS LEIS E À CONSTITUIÇAO DO PAÍS"
Comentário do leitor Alberto Santo Andre no blog.


Taí outro cabra que eu admirava...estamos ficando sem opção !!!!!

Ciro Gomes, um dos novos coordenadores da campanha de Dilma Rousseff à Presidência da República, concedeu uma entrevista ao programa “É Notícia”, da RedeTV. Ela foi ao ar na madrugada de 26 de abril, há menos de seis meses.Três dias antes, ele havia falado a Carlos Nascimento, do SBT.  Assistam ao vídeo. Volto em seguida:





Vamos deixar o registro escrito.
Ciro sobre o PMDB:
“É que, hoje, quem manda no PMDB não tem o menor escrúpulo: nem ético, nem republicano, nem compromisso público, nada! É um ajuntamento de assaltantes na minha opinião. Eu acho que o Michel Temer hoje é o chefe dessa turma.”

Aliança do PT com o PMDB
“Nas eleições gerais de 2010, vamos ter clareza, a aliança do PT com o PMDB é para traficar minutos de televisão; é para asfixiar o debate, não é para governar. Porque, para governar, a gente faz aliança depois”.

Sobre o Ibope
“O Ibope, o Montenegro vende até a mãe para ganhar dinheiro. Esse aí eu conheço de longuíssima data! Mas vende [pesquisa] e vende mesmo!”

Sobre Lula e o PT golpista
“Olhe aqui: o Lula e o PT ficaram contra a Constituição brasileira de 1988. Vamos lá! O Fernando Henrique começou a experiência de governança dele, como presidente da República, já com a obra fundamental para a história brasileira em curso, que era o Plano Real. E o PT ficou contra!O Lula ficou contra! O Lula ficou contra o governo Fernando Henrique a ponto de o PT, não Lula, ter feito uma campanha golpista: “Fora FHC”

Quem é o melhor candidato?
“Agora, perguntado, evidentemente, a gente tem de dizer a verdade. Todo mundo sabe que eu sou adversário do Serra desde sempre. Agora, o Serra é mais preparado do que a Dilma. Por quê? Porque já foi governador, porque já foi prefeito, porque já foi ministro duas vezes, já foi deputado, já disputou eleições, já ganhou, já perdeu, e ela nunca disputou nenhuma eleição.”

Encerro
Ciro, como coordenador da campanha de Dilma, quer, então, convencer os brasileiros a votar na pessoa menos preparada. E quem diz isso? Ciro!!!

Por Reinaldo Azevedo

Indignação é isso aí....

video


A muito tempo deixei de ver o PT e o LuLLa como os mesmos olhos de esperança de outrora...

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

O que as mães pensam sobre filhos e filhas...

Maneiras Chiques de Dizer Coisas Chulas...



Nadaver.com...

Luis Ignorácio...

A jente temos que se preocuparmos cus pobrema dos anaufabetu nu Braziu.

Luis Ignorácio em comício pró Dilma...

Um grande empresário vai ao gabinete do Luís Ignorácio. Entra e logo vê uma plaquinha: “Proibido fumar” e “não aceitamos suborno”.
O jumidente chega e ele logo diz:
- Molusco, a minha construtora está querendo construir um novo shopping center aqui em Brasília, mas a burocracia é muito grande, é projetos daqui, certidões dali, formulários, taxas. O senhor poderia me auxiliar pra esta obra definitivamente começar.
Imediatamente o Luis Ignorácio se levanta, risca da plaquinha o “Proibido fumar”, e diz:
- Bom, pra começar vamos fumar um cigarrinho enquanto você me conta os detalhes…

Blog do Caipira...é caipira mas não é burro !!!!