domingo, 28 de setembro de 2008

Bons amigos não devem sumir assim !!!!!!

Galera...hoje,melhor dizendo,já tem uns dias, que me deu uma saudade de meus amigos de infância e que nós,meio que, nos esquecemos.Uns estão morando distante...já casaram...outros não...e hoje...particularmente tive o prazer de falar com minhas amigas: Rosa e Silvia.Pessoas importantíssimas prá mim e que não sei porque cargas d´agua as deixei afastar do meu convívio.Acho que por isso é a gente morre antes da hora....ficamos preso no nosso mundinho e esquecemos de pessoas queridas e ás vezes de nós mesmos !! Fica a dica: busque a reaproximação daqueles amigos que há muito você não os vê...mande um e-mail..ligue...mande sinais de fumaça...faça qualquer coisa.E veja como seu coração fica mais leve...Amo todos vocês !!!!

quarta-feira, 24 de setembro de 2008

Tô sofrendo férias...em Goiânia há 7 dias!!!

A partir da próxima semana vamos ter várias mudanças no Blog.Vamos ter a criação de algumas sessões como por exemplo: Humor,Imagem do dia,Politica e otras cositas.Achei por bem na primeira semana mostrar pra que viemos....assuntos mais densos e tal..só que agora vamos dar uma mudada pra ficar mais terno sem perder a dureza, contra aqueles que abusam da boa fé das pessoas para extorqui-las psicologicamente e financeiramente usando a religião como escudo!!!!! Não aos picaretas da fé!!!

domingo, 21 de setembro de 2008

Misticismo e atraso politico andam de mãos dadas.

Cito livros religiosos para mostrar que neles há muito boas orientações, entretanto, não é necessário crer em deuses para segui-las. São filosofias humanas. Escritas, às vezes, por bons escritores do seu tempo. Homens cultos para a época tornavam-se religiosos para poder estudar. Quem poderá negar o que há de bom nos evangelhos cristãos? Que pensamento revolucionário este que diz: "amai vossos inimigos, fazei bem aos que vos maltratam" ou aquele que diz "procurai o reino de deus e sua justiça em primeiro lugar e o resto vos será dado por acréscimo". Ou aquele pensamento santo que nos proíbe de julgar nossos semelhantes. São normas de conduta, orientações para a vida que nada tem a ver como o sobrenatural e que são desobedecidas por muitos cristãos e obedecidas por muitos materialistas. Quando essas boas orientações são atribuídas a deuses, quando o temor de deus toma conta dos corações e as castas religiosas tornam-se poderosas aí, pode ter certeza, vem violência e ódio sobre os que discordam, sobre os infiéis.

Um dos últimos governos dominados pelo misticismo no mundo rico foi o alemão. Um fanático religioso cheio de misticismo e ódio aos ateus chegou o poder e seduziu a muitos. Provocou a maior guerra que o mundo já viu onde morreram 40 milhões de pessoas e foram usadas, pela primeira vez, mísseis e armas atômicas. Esse fanático perseguiu uma minoria religiosa acusada de matar o profeta da religião dominante e matou seis milhões de judeus com esse argumento. Foi o preço da morte de Jesus. O papa Pio XII silenciou. O fanático era um austríaco e chamava-se Adolf Hitler. Adotou como símbolo a suástica, que é um símbolo milenar de paz e progresso para os místicos hindus. Nas suas decisões ouvia os conselhos da astróloga Elisabeth Bernstein e quando os soviéticos tomaram Berlim encontraram os cadáveres dos monges tibetanos que o assessoravam. Por que será que nunca se fala do misticismo dos nazistas? Parece que o fanatismo religioso anda de mãos dadas com o fanatismo político. Talvez seja essa uma das causas do silêncio sobre o assunto.

quinta-feira, 18 de setembro de 2008

Teodicéia : uma reabilitaçao teológico-filosófica.

A ciência vive em constante revisão. Ou melhor: ela vive das suas constantes
revisões. Muitos problemas, para os quais a comunidade científica já comemorava soluções
aparentemente satisfatórias, precisam ser freqüentemente retomados. Algumas vezes as
soluções sugeridas acabam demonstrando fraquezas epistemológicas imanentes
inesperadas, outra vezes elas se apresentam incompatíveis com outros desenvolvimentos
internos ulteriores da ciência em questão, ou, em alguns casos mais otimistas, os avanços
estruturais da ciência permitem uma solução ainda mais elegante para o mesmo problema.
As ciências críticas como a filosofia e a teologia sistemática apresentam, além
destes motivos, uma razão ainda mais profunda para sua constante revisão, a saber, que
grande parte dos seus problemas não exigem soluções definitivas, e sim, simplesmente, nos
desafiam a uma constante reflexão. Um destes problemas clássicos, que pertence ao âmbito
interdisciplinar da teologia e da filosofia, é a antiga questão da teodicéia.
Uma das maiores dificuldades da questão da teodicéia é a justificativa pela sua
própria existência, posto que muitos negam não apenas o dever, mas também o direito de se
colocá-la. Classicamente se compreende a teodicéia como a pergunta pela justificativa do
mal no mundo, dada a existência de um Deus onipotente e bom. Expresso de uma forma
universal, o problema é até mesmo anterior ao cristianismo. Epicuro, por exemplo, elaborao
de forma precisa e ao mesmo tempo suscinta lançando duas perguntas elementares: Pode
Deus eliminar o mal existente no mundo? Quer Deus eliminar este mal? Apenas quatro
respostas são logicamente possíveis:
(1) Ele consegue, mas não quer. (Mas) Neste caso Ele não é realmente bom.
(2) Ele quer, mas não consegue. (Mas) Então Ele não é onipotente.
(3) Ele nem quer, nem consegue. Pior ainda, neste caso Ele não é bom, nem onipotente.
(4) Ele consegue e quer. Mas então, por que ainda existe mal no mundo?
E mais: se ele é onisciente por que orar...se ele já sabe ( ou saberia ) de nossas necessidades? Por exemplo: você tem dois filhos - quem pedir com mais fé é o premiado...ou...tenho que usar intercessores ( sugerindo que existe corrupção para ter acesso mais fácil ao chefão).

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

George Carlim - Religião é besteira!!

Melhor participante de todos os tempos

video

CASA DE FERREIRO... (PARTE 3)



Papa condena o materialismo

***

Na ocasião, Sua Santidade usava sapatos Prada chiquérrimos, casula com 15 Km de fios de prata, anel de ouro 24 quilates e um crucifixo cravejado de diamantes.

Um lu-xo!

Graças ao João Pedro. Garimpado no WWW.KIBELOKO.COM.BR

Refutaçao a um Programa de Radio Evangélico

E-mail enviado por um estudante de teologia de Boston para Laura Schlessinger, uma personalidade do rádio americano que distribui conselhos para pessoas que ligam para seu show. Recentemente ela disse que a homossexualidade é uma abominação de acordo com Levíticos 18:22 e não pode ser perdoada em qualquer circunstância. O texto abaixo é uma carta aberta para Dra. Laura, escrita por um cidadão americano e também disponibilizada na Internet.

Cara Dra. Laura

Obrigado por ter feito tanto para educar as pessoas no que diz respeito à lei de Deus. Quando alguém tenta defender o homossexualismo, por exemplo, eu simplesmente o lembro que Levítico 18:22 claramente afirma que isso é uma abominação. Fim de papo. Mas eu preciso de sua ajuda, entretanto, no que diz respeito a algumas leis específicas e como seguí-las:

a) Quando eu queimo um touro no altar como sacrifício, eu sei que isso cria um odor agradável para o Senhor (Levítico 1:9). O problema são os meus vizinhos. Eles reclamam que o odor não é agradável para eles. Devo matá-los por heresia?

b) Eu gostaria de vender minha filha como escrava, como é permitido em Êxodo 21:7. Na época atual, qual você acha que seria um preço justo por ela?

c) Eu sei que não é permitido ter contato com uma mulher enquanto ela está em seu período de impureza menstrual (Levítico 15:19-24). O problema é: como eu digo isso a ela ? Eu tenho tentado, mas a maioria das mulheres toma isso como ofensa.

d) Levíticos 25:44 afirma que eu posso possuir escravos, tanto homens quanto mulheres, se eles forem comprados de nações vizinhas. Um amigo meu diz que isso se aplica a mexicanos, mas não a canadenses. Você pode esclarecer isso? Por que eu não posso possuir canadenses?

e) Eu tenho um vizinho que insiste em trabalhar aos sábados. Êxodo 35:2 claramente afirma que ele deve ser morto. Eu sou moralmente obrigado a matá-lo eu mesmo?

f) Um amigo meu acha que mesmo que comer moluscos seja uma abominação (Levítico 11:10), é uma abominação menor que a homossexualidade. Eu não concordo. Você pode esclarecer esse ponto?

g) Levíticos 21:20 afirma que eu não posso me aproximar do altar de Deus se eu tiver algum defeito na visão. Eu admito que uso óculos para ler. A minha visão tem mesmo que ser 100%, ou pode-se dar um jeitinho?

h) A maioria dos meus amigos homens apara a barba, inclusive o cabelo das têmporas, mesmo que isso seja expressamente proibido em Levíticos 19:27. Como eles devem morrer?

i) Eu sei que tocar a pele de um porco morto me faz impuro (Levítico 11:6-8), mas eu posso jogar futebol americano se usar luvas? (as bolas de futebol americano são feitas com pele de porco)

j) Meu tio tem uma fazenda. Ele viola Levítico 19:19 plantando dois tipos diferentes de vegetais no mesmo campo. Sua esposa também viola Levítico 19:19, porque usa roupas feitas de dois tipos diferentes de tecido (algodão e poliéster). Ele também tende a xingar e blasfemar muito. É realmente necessário que eu chame toda a cidade para apedrejá-los (Levítico 24:10-16)? Nós não poderíamos simplesmente queimá-los em uma cerimônia privada, como deve ser feito com as pessoas que mantêm relações sexuais com seus sogros (Levítico 20:14)?

Eu sei que você estudou essas coisas a fundo, então estou confiante que possa ajudar.
Obrigado novamente por nos lembrar que a palavra de Deus é eterna e imutável. Seu discípulo e fã ardoroso. Creditos: http://ateusdobrasil.com.br

TESTE BIBLICO

Encontre as violações à Lei de Deus no texto abaixo:

“Uma professora universitária pagou um jantar para seu marido, que trabalha numa financeira, porque ele finalmente concordou em raspar a barba que ele deixou crescer nas férias. Ele escolheu um restaurante informal onde eles podem usar roupas mais confortáveis, como joggings e camisetas feitas de uma mistura de algodão e poliéster. E ela está usando o colar de ouro e pérolas que ele lhe deu quando ela conseguiu o divórcio do ex-marido. Eles estão consultando o menu mas riem porque já sabem que, como sempre, ele vai pedir costeletas de porco e ela frutos do mar”.

Resposta:

  • Mulheres devem ser submissas a seus maridos (1 Pedro 3:1)
  • Mulheres estão proibidas de ensinar aos homens (1 Timóteo 2:12)
  • Mulheres não devem usar ouro ou pérolas (1 Timóteo 2:9)
  • Mulheres não podem usar roupas masculinas (Deuteronônio 22:5)
  • Carne de porco e frutos do mar são terminantemente proibidos (Levítico 11:7, 10)
  • A usura é proibida (Deuteronômio 23:19)
  • Cortar a barba é proibido (Levítico 19:27)
  • É proibido usar roupas feitas de mais de um material (Levítico 19:19)
  • A Bíblia não permite que as mulheres peçam o divórcio, o que significa que eles estão cometendo adultério, punível com apedrejamento até a morte (Deuteronômio 22:22)

Como, então, eles estão se divertindo tanto? Provavelmente porque nem se preocuparam com leis que lhes parecem ultrapassadas e absurdas. Entretanto, este mesmo casal, supostamente moderno, poderia ser um dos milhões que se apoiam na Bíblia para justificar suas atitudes contra os gays.

Autora: Deb Price, escritora lésbica http://ateusdobrasil.com.br

Atrocidades bíblicas " explicadas " pelos crentes.

Os crentes vivem repetindo que "Deus é amor". Quando confrontados com as atrocidades e absurdos da Bíblia que, em geral, eles desconhecem, negam a princípio que tais coisas estejam no "Livro Bom". Depois, diante da evidência, apelam para explicações estapafúrdias. Eis algumas das piores:

-"Você está deturpando a palavra de Deus! " (e encerram a discussão).

-"Você é ateu e não consegue entender as coisas de Deus. Aceite a Jesus como seu salvador e tudo ficará claro" (se eles já entenderam, então por que não nos explicam? E não seria mais lógico primeiro analisar e entender e só então aceitar? E se aceitarmos Jesus e o entendimento não vier? Devemos tentar de novo com outro deus e outra religião até conseguir?).

-"Não devemos questionar aquilo que está além de nossa compreensão" (se não podemos entender, também não podemos julgar se é certo ou errado e não devemos aceitar. Pode até ser que Deus exista, mas quem nos garante que é bom e justo?).

-"Antes de lermos a Bíblia, é preciso orar para que Deus nos ajude a entendê-la corretamente" (a Bíblia deveria ser clara e evidente, já que, se fosse a palavra de Deus, seria importantíssima para nós. Se é propositalmente confusa, de quem é a culpa se cada um a entende de um jeito diferente?).

-"Vocês, ateus, estudam a Bíblia a fundo só para nos confundir. Vocês são o anti-Cristo" (ou seja, eles estão admitindo que as palavras de Deus não têm efeito sobre ateus e ainda podem ser usadas para o mal. Acham que sabem mais de Deus do que nós apesar de não terem lido suas palavras ou não conseguirem nos explicar os absurdos e contradições).

-"Você só procura coisas ruins na Bíblia. Procure também as boas". Ou ainda: "Você se esquece das muitas coisas boas que Deus fez" (ou seja, um criminoso que ajuda seus protegidos deve ser julgado pelo bem que faz a eles, não pelo mal que faz às vítimas; um pai que estupra a filha pequena deve ser julgado pela esmola que dá aos pobres, não por detalhes de sua vida particular).

-"Você tem que ver o contexto" (o problema é que eles nunca conseguem explicar direito que contexto é esse, um contexto que não passa a existir só porque eles querem que exista).

-"O importante é a mensagem que Deus nos transmite" (que mensagem podemos tirar da ordem para chacinar todos os cananeus, estuprar as virgens e rasgar a barriga das grávidas? Além disto, já que a tal mensagem nos chegou através de um povo primitivo e bárbaro, como podemos saber se ela não foi deturpada por eles e adaptada para justificar suas atrocidades? Ou, o que é mais provável, simplesmente inventada por eles?).

-"Os judeus mataram os cananeus porque eles adoravam deuses pagãos". E daí, eu pergunto? "Mas eles adoravam ídolos de pedra! ". E daí, eu pergunto, e não consigo resposta.

-"Deus, em sua infinita bondade, mandou matar os cananeus quando ainda eram poucos para que mais tarde não tivesse que matar muitos milhões deles" (o que responder a uma idiotice destas?).

-"As crianças que foram mortas (no Antigo Testamento) já estavam condenadas ao nascer" (predestinação calvinista).

-"Os judeus eram um povo de cerviz dura, portanto Deus lhes deu essas leis, mas Jesus nos trouxe a lei definitiva" (por que não lhes deu logo de início as leis corretas, para que fossem melhorando com o tempo, em vez de incentivar suas barbaridades e esperar milhares de anos até enviar Jesus? Afinal de contas, são os homens que definem o que é certo e errado e Deus fica só olhando? Deus não estaria sendo conivente, errando por omissão?).

-"Essas coisas (atrocidades e absurdos) ocorreram durante a Antiga Aliança. Jesus nos trouxe a Nova Aliança e tudo isto se tornou passado" (tornou-se passado mas não deixou de ter acontecido. E Jesus e Yaveh são a mesma pessoa).

-"Deus teve que ser severo com o povo escolhido, às vezes, devido a seus pecados" (e também cruel, injusto, mesquinho, ciumento e sujeito a ataques de raiva, até mesmo com seus profetas, por exemplo obrigando-os a comer bosta e passar vários anos dormindo só de um lado; matou até mesmo quem ofereceu-lhe o incenso errado. Um deus assim só merece medo e ódio, jamais amor).

-"Quando calamidades aconteciam a seus inimigos, os judeus as interpretavam como sendo uma ação direta de Deus para proteger seu povo escolhido e assim registraram na Bíblia. Na verdade, Deus nem sempre interferia. As calamidades eram apenas a consequência inevitável de seus pecados e de sua recusa em aceitá-lo como o verdadeiro Deus" (por exemplo, no caso da morte dos primogênitos do Egito, como se Deus não tivesse outros recursos para transmitir seus mandamentos; e também não explica que "consequências" são essas, que não envolvem a ação de Deus).

-"Ele é Deus e pode fazer o que quiser" (ou seja, ser cruel, injusto, mesquinho, ciumento).

Mas Deus é amor!

=======================

Estas respostas são tão ridículas que estão em separado. Mostram bem o esforço de imaginação a que são obrigados os crentes para justificar o injustificável:

-"Deus esterilizou as mulheres algum tempo antes para que não houvesse crianças na época do dilúvio" (e por que não esterilizou toda a humanidade exceto os antepassados de Noé e sua mulher? Assim o dilúvio não seria necessário).

-"Na verdade, o que parece atrocidade é apenas um problema de tradução errada. Basta se olhar os originais" (e onde estão eles?)

-"Javé era o líder dos anjos caídos. Ele se fez passar por Deus mas o verdadeiro deus enviou Jesus para nos revelar a verdade" (teoria criada pelos primeiros cristãos e adotada por alguns crentes hoje em dia)

-"Deus tinha o direito de cometer as barbáries descritas na Bíblia para preservar a linhagem messiânica".
Esta alegação não faz sentido porque:

1. Jesus não descende de David.
2. Mesmo que descendesse, não poderia ser o Messias, já que seus antepassados Jeconias
e Joaquim foram amaldiçoados e seus descendentes não poderiam ocupar o trono de David
(Mateus 1:11-12, Jeremias 22:28-30, 1 Crônicas 3:16, Jeremias 36:30 x Lucas 1:32).
3. Jesus não precisaria descender de David para ser o Salvador. Isto só é importante para
o judaísmo.

-"Deus é amor. Todas pessoas que ele matou antes de Cristo estão esperando o julgamento final.Não importa como uma pessoa morre para Deus. No mundo espiritual não existe carne, só espírito"
(mas importa muito para a pessoa que morreu, às vezes depois de longo sofrimento, e seus amigos e parentes. Se Deus é insensível, suas vítimas não são. Um "deus de amor" tem que justificar este título).
Créditos para:

Fernando's Multiply Site